O Ministério Público de Goiás entrou com uma ação nesta segunda-feira contra a enfermeira Camilla Correa Alves de Moura Araújo dos Santos, de 22 anos, acusada de agredir até a morte um cão da raça Yorkshire, na cidade de Formosa, em Goiás, em dezembro do ano passado. O promotor de Justiça Heráclito Dabadia Camargo, de acordo com o MP, propôs ação civil pública contra a enfermeira para que ela seja 'condenada a indenizar os interesses difusos e coletivos lesados, decorrentes do abalo à moral coletiva'. O promotor requer que o valor a ser arbitrado pelo juiz seja de no mínimo R$ 20 mil, a ser revertido ao Fundo Municipal do Meio Ambiente. CONTINUE LENDO