quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Jovem mata namorada e tenta arrancar a cabeça por pensar que ela tinha Aids

Um homem de 18 anos foi preso em flagrante e confessou ter matado a namorada por desconfiar que ela tinha Aids. Wesley Pereira, 18 anos, estava há apenas uma semana com Rosilene Bernardo, 29, em Viçosa, na Zona da Mata mineira.  CONTINUE LENDONa madrugada de quarta-feira (18), o casal começou a discutir porque um amigo de Wesley contou que Rosilene estaria infectada com o vírus HIV, segundo a Polícia Militar. Ela negou, mas ainda assim foi agredida. Wesley se armou com uma faca de cozinha e desferiu vários golpes nas costas e no pescoço da namorada. O suspeito contou à polícia que tentou decapitá-la e só não conseguiu porque a faca quebrou.

A mãe do agressor estava em casa com o outro filho, de um ano, e tentou impedir o crime, mas também foi ameaçada de morte e se viu obrigada a fugir para a casa de parentes.

Depois do assassinato, Wesley enrolou o corpo de Rosilene em um cobertor e o arrastou em um colchão até um lote vago vizinho, na rua Duque de Caxias, bairro Santo Antônio. Ele voltou para casa para lavar as mãos, segundo a Polícia Militar.

A PM foi chamada e descobriu o corpo por causa do rastro de sangue na rua. O próprio agressor atendeu a porta e acabou confessando a participação ao ser descoberto com os pés sujos de barro. Os militares encontraram a faca perto do portão da garagem.
Fonte: R7
Blog Combate Policial
compilado do blog doCassinhoMorais

Nenhum comentário:

Postar um comentário