segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

MINHA TRISTE EXPERIENCIA DA MENTIRA

Durante 24 horas vivenciei propositalmente um pouco da vida de um mentiroso. Mas, antes de relatar essa triste experiência, quero me desculpar com todos os amigos ou seguidores do Facebook pelo motivo de usá-los em minha experiência.

Faz tempo que tento entender o que faz algumas pessoas mentirem e o que elas sentem ao cometerem tais atos, sejam eles políticos, religiosos, vendedores, advogados, comunicadores, servidores públicos e uma imensa gama de pessoas que vivem a vida mentindo.

Meu desejo em tentar saber a sensação tão natural aos mentirosos que vez ou outra nos deparamos frente ao nosso caminho não foi nada fácil. Pelo menos pra mim não foi e até me desculpando por esta experiência confesso que ainda estou me sentido um lixo. Muito mal mesmo.  CONTINUE LENDO
Conviver meio a mentirosos não é bicho de sete cabeças ou coisas do outro mundo, mas não gostamos de ser enganados. Mas, quanto aos enganadores? O que será que sentem?
Quando é uma mentirinha inocente que não tem a intensão de ocasionar danos, talvez não se aplicando o termo “mentir” mas, “omitir” talvez até ajude quando a razão é evitar problemas de ordem sócio familiar.

A verdade é que vivemos tentando detectar os mentirosos para estarmos juntos ou distanciados deles. Foi aí que há tempos eu vinha tentando inventar uma mentira onde eu pudesse enganar meu próximo, mas que também não viesse a causar nenhum prejuízo ou chocar as pessoas. Meu intuito era sentir, ou pelo menos tentar sentir qual sensação seria vivida por um mentiroso ...E confesso que é horrível, pelo menos pra mim foi (e está sendo).
Passados 24 horas de minha invenção que; "Estaria viajando em férias com a esposa (aproveitando a publicação de uma foto quando viajei há dois anos à Boa Vista-RR) e que estaria de volta apenas em 2014".

Resultado: Passei durante o tempo da mentirinha momentos terríveis; cheguei tarde ao trabalho na TV (mais que o normal), esqueci os óculos em casa e tive que voltar para pegar, me atrapalhei bastante no trabalho, senti fortes dores de cabeça, insônia, peso na consciência, constrangimento ao encontrar com amigos na farmácia, pelo centro da cidade, no supermercado... É HORRÍVEL!

Sinceramente, não sei como pessoas mentirosas conseguem achar que estão enganando as pessoas quando na verdade estão apenas SE ENGANANDO!

Quero deixar bem claro que, longe de mim tentar uma vaga de “Santo”, até porquê a perfeição na face da terra não há! Porém, será uma certeza pra mim que não vale a pena viver na mentira, nem mesmo por uma experiência.


Quanto aos mentirosos contumazes, chego a uma conclusão que; o que os fazem MENTIROSOS não é o simples fato de mentirem, mas quem sabe o fato de possuírem uma doença que pode ter por base a falta de caráter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário