sábado, 29 de março de 2014

Chuvas devem ficar abaixo da média histórica no CE no próximo trimestre

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) lançou nesta quinta-feira (27) mais um prognóstico oficial sobre chuvas. Segundo a Fundação, a maior probabilidade é de que as chuvas fiquem abaixo da média histórica no trimestre abril,  maio e junho na maior parte do Ceará, em uma área que se estende da Região Central ao Sul do Estado. LEIA MAIS
Em 2014, o órgão já emitiu dois prognósticos oficiais de chuva. A nova previsão climática divulgada pela Funceme abrange os dois últimos meses da quadra chuvosa e o primeiro mês da pós-estação (junho).

Em janeiro, quando a média histórica é de 98,7 milímetros, choveu 46,7. A média em fevereiro é de 127,1mm e foram registrados 92,9mm. O mês de março ainda não terminou, mas a média mensal é de 206,2 mm e houve precipitações de apenas 122,9 mm em 27 dias. Apenas na parte Noroeste, entre o Litoral Norte a Região da Ibiapaba, os modelos sugerem maior probabilidade de chuvas em torno da média histórica. “Nosso esforço é em gerar previsões mais frequentes e informar ao Governo e à sociedade. A maior preocupação é com os níveis dos reservatórios, que apesar de discreta elevação, permanecem críticos”, ressaltou Eduardo Sávio Martins, presidente da Funceme.

A Funceme registrou precipitações em 63 municípios da manhãb desta sexta-feira (28) em todo o Ceará.

A maior chuva do período foi em Aracati com 55.4 milímetros, no Litoral Leste. Depois maior índice foi registrado em Fortaleza com 41,8 milímetros, no Posto Pici.

Outras precipitações ocorreram em Missão Velha com 40.00 milímetros; Barbalha (37.00 mm); Crato (35.00); Barro (33.00), Juazeiro do Norte (29.00) e Catunda (28.00). Apesar das chuvas de março, a Funceme mantém o prognóstico de as precipitações no Ceará vão ficar abaixo da média neste ano.

Fonte : DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário