quinta-feira, 6 de março de 2014

CURIOSIDADE. Morto foi aprovado em concurso público em prefeitura do Ceará.



Raimundo Pinheiro Alencar, que morreu em dezembro de 2013, foi aprovado no concurso da prefeitura de Lavras da Mangabeira, ocorrido no dia 19 de janeiro desde ano.

O Ministério Público de Lavras está investigando o caso. O concurso previa o preenchimento de 457 vagas para o nível médio e superior. A prova foi aplicada no dia 19 de janeiro de 2014, quase 45 dias depois da morte de Raimundo, que aparece na lista dos aprovados, divulgada nesta semana. LEIA MAIS
O caso virou piada no município e os moradores estão chamando atenção para um caso espírita a ser investigado. A oposição acusa "marmota", aprovações de fantasmas que nem fizeram a prova. Já a promotoria de justiça afirma que o caso será investigado e supõe que pode tratar de um homônimo.

Fonte: Camocim Imparcial

Um comentário:

  1. Concorri nesse concurso. Apesar da ótima classificação que obtive, devo alertar a todos que estão pensando em fazer o concurso de Aracati (organizado pelo mesmo instituto que organizou o de lavras - INGA GESTÃO) que leiam as notícias publicadas nos jornais antes de entregarem vosso suado dinheirinho a estes (...). Esta denúncia acima citada, pode crer, é o de menos que eles aprontaram em lavras. Cartas marcadas.
    Algumas das irregularidades:
    1) Questões com alternativas corretas em negrito.
    3) Anularam questões inexplicavelmente sem motivo (para favorecer alguém?)
    4) As questões que deveriam ser anuladas (por falta de alternativa correta ou por não estar de acordo com o conteúdo programático contido no edital) não o foram
    4) Não publicaram os recursos interpostos ao gabarito e nem mesmo deram satisfação aos candidatos que entraram com recursos.
    5) não divulgaram o espelho dos gabaritos.
    6) o concurso foi suspenso pela justiça por duas vezes tamanha a quantidade de denúncias de irregularidades.
    7) Anularam 5 questões do modelo verde e 10 questões do modelo preto da mesma prova (para favorecer quem?)
    Estas são apenas algumas das denúncias. há muito mais: uma verdadeira imoralidade!
    na condição de candidato que viajou mais de 700km para fazer tal concurso sinto-me profundamente desrespeitado e afrontado por tamanha falta de transparência e deslealdade por parte do instituto INGA GESTÃO. Cidadã(o) aracatiense, se você ainda não está na lista dos "aprovados"; não jogue seu dinheiro fora.

    ResponderExcluir