quinta-feira, 6 de março de 2014

Loucos da Praça homenageiam a Casa Ponciano


Dezessete anos expandindo a alegria para além da festa de momo. Mesmo quando a quarta-feira de cinzas parece arrefecer os ânimos de quem brincou o carnaval, a alegria toma conta da Praça Dom Luiz para anunciar que o último grito de folia é dos Loucos da Praça.  

A Praça Dom Luiz tem se consagrado em ser o epicentro das grandes manifestações culturais da cidade de Aracati. LEIA MAIS

Reduto de artistas plásticos, músicos, atores, dançarinos e mestres da cultura popular entre os quais podemos citar: Hélio Santos, Edson Virginio, Silvanise Ponciano, Assis Silva, Netinho Ponciano, família Giló e os saudosos Barra de Aço, Maria Bahia e Nogueira Ponciano, só para citar alguns. Tão diversa e multicultural a Praça Dom Luiz é reduto de bambas.

Reminiscências do tradicional carnaval aracatiense nascido nas cercanias da praça, os blocos “Caveira” e “Baianinhos do A e B” são lembranças vivas da alegria e sagração ao belo nascidos com o exercício cotidiano da arte.

“Os Loucos da Praça” foram os primeiros a reintroduzir o carnaval de blocos na quarta-feira de cinzas do ano de 1997. Muitos não entenderam aquela gente desfilando em pleno meio-dia enquanto todos começavam a se recuperar da maratona momina. Passados dezessete anos o bloco se mantém vivo à revelia e surpreende-nos com suas homenagens a vultos célebres, antigos moradores da praça, imortalizados nos sambas compostos para cada ano de folia.

Este ano o bloco homenageia não um ilustre morador da praça, mas um patrimônio cultural da cidade dos bons ventos, a Casa Ponciano. Fundada em meados do século XX pelo comerciante José Ponciano da Costa, o estabelecimento caracterizava-se pela venda de secos e molhados. Hoje o tradicional comércio mantém-se sob a direção da família Ponciano, terceira geração, e atrai a atenção de turistas pela originalidade do lugar e pelo “afrodisíaco suco de tamarindo”.

A letra da marchinha, de autoria de Gilson Jiló com arranjos de Netinho Ponciano, descreve o cotidiano da Casa Ponciano, parada obrigatória dos Loucos da Praça.

O bloco saiu como de costume ao meio-dia, sob a presidência de Almério Graça, espalhando alegria e irreverência pelas principais avenidas da cidade retornando à praça onde a brincadeira seguiu por todo o dia dando por findo o carnaval em Aracati.

Letra e música de Gilson Giló. Arranjos de Netinho Ponciano.

por  Marciano Ponciano Virginio Quarta, 05 Março 2014 14:16

Nenhum comentário:

Postar um comentário