quarta-feira, 16 de abril de 2014

DESISTIU DA COPA. Secretário de Turismo classifica como "criminoso" texto de jornalista dinamarquês

O secretário de Turismo do Ceará, Bismarck Maia, teceu nesta quarta-feira, 16, severas críticas a um texto onde um jornalista dinamarquês afirma ter desistido de cobrir a Copa do Mundo deste ano após visitar Fortaleza. Em publicação na sua página do Facebook, Bismarck classificou o jornalista responsável pelo caso – que vem tendo grande repercussão nas redes sociais – como “criminoso” e “mau caráter”. LEIA MAIS
Segundo reportagem da revista Placar, o jornalista dinamarquês Mikkel Jensen tinha o sonho de cobrir a Copa do Mundo no Brasil, mas desistiu após viajar para Fortaleza em março deste ano. Tudo porque, de acordo com ele, crianças em situação de rua estariam sendo assassinadas em áreas com muitos turistas. “Por quê? Para deixar a cidade limpa para os gringo e a imprensa internacional? Por causa de mim?”, questiona o jornalista.

Em sua página no Facebook, o secretário de Turismo questionou um internauta que compartilhou o texto na rede, classificando o texto como preconceituoso e de “interesses escusos”. “Sua declaração e compartilhamento dessa matéria é tão preconceituosa, descabida e de interesses escusos quanto à desse criminoso, dito jornalista", diz.

"Ele, se aqui ficou o tempo alegado, deveria ter tratado com autoridades ou bons colegas locais, o que agora fala. Um mau caráter”, completa.

Nota

A SSPDS-CE emitiu nota à imprensa nesta quarta-feira, 16, alegando a inexistência de registro de mortes de crianças em situação de rua na Capital cearense, como alegou o jornalista dinamarquês. O documento orienta que caso haja a ocorrência de "crimes reais", a Ciops deve ser contactada através do 190.

Confira nota na íntegra

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) informa que não há registro de mortes de crianças em situação de rua em Fortaleza. A Delegacia Geral da Polícia Civil (PC) frisa que não existem denúncias em suas delegacias sobre a alegação do suposto jornalista dinamarquês. A SSPDS reitera que, na ocorrência de crimes reais, a população deve entrar em contato com a Coordenadoria Integrada de Operações Policiais (Ciops), por meio do telefone 190, ou procurar a delegacia mais próxima.


Redação O POVO Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário