terça-feira, 22 de abril de 2014

O último feriadão das barracas próximas as falésias em Canoa Quebrada

Não havendo nenhuma alteração de rota, o feriadão que terminou ontem foi o último para as barracas de Canoa Quebrada que ocupam áreas defronte às falésias. É que termina no próximo dia 30 o prazo dado pela Justiça para que os proprietários as retirem do local, sob argumentos de que as estruturas prejudicam o ambiente natural. Mas questão, definida pelo menos na instância do Tribunal de Justiça, abre espaço para outra: que destino terão cerca de 2 mil trabalhadores que têm empregos diretos assegurados pelas barracas?


São 15 as barracas relacionadas na determinação judicial. Mas os reflexos estimados com a remoção vão além da beira da praia. É que as pousadas também devem ser afetadas pela redução de público, assim como outros setores do turismo de Canoa Quebrada.

Da COLUNA Comunicado no DN 22.04.2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário