domingo, 25 de maio de 2014

Russas e Limoeiro mostram vantagens para sediar hospital regional

Russas e Limoeiro mostram vantagens para sediar hospital regional
25/05/2014

Limoeiro do Norte. Antes do anúncio feito pelo governador Cid Gomes, no dia 20 de maio, afirmando que a nova macrorregião Litoral Leste/Jaguaribe receberá um hospital regional, os principais municípios do Vale já haviam iniciado suas mobilizações para sediar a obra. As cidades de Limoeiro do Norte e Russas ocupam as áreas mais centrais da região e ambas procuram apresentar critérios técnicos que justifiquem a vinda da unidade de saúde.  CONTINUE LENDO
Limoeiro foi o primeiro a demonstrar a necessidade de um Hospital Regional no Vale do Jaguaribe. O movimento foi iniciado no final do ano passado e teve à frente o prefeito Paulo Duarte. O gestor entrou em defesa da construção do equipamento frisando as dificuldades dos pacientes para conseguir uma vaga nos hospitais da Capital, já que a cidade fazia parte da Macrorregião de Fortaleza. Segundo o gestor, a construção do hospital na região contribuiria para desafogar os hospitais da Capital, além de trazer o atendimento para mais próximo da população.

Na manhã de ontem, uma equipe técnica do município, juntamente com representantes do poder público e do legislativo local, estiveram na área onde o governador Cid Gomes sinalizou publicamente que seria o melhor local para a construção do hospital. A área visitada, que pertence ao município de Limoeiro, fica no entroncamento deste município com as cidades de Morada Nova e Russas.

De acordo com o procurador do Limoeiro do Norte, Charles Lourenço, a visita teve o objetivo de fazer levantamento topográfico e fotográfico da região, para que seja encaminhado ao Governo. "O local onde o hospital será construído não foi definido, mas nós nos adiantamos diante da opinião do Governador. Na nossa análise, aquela é uma área bastante centralizada, que atende igualmente a todos os municípios da região. De lá para Pereiro são cerca de 120 km, assim como de lá para Aracati, que são cerca de 130 km", afirma.

Ainda de acordo com o procurador, será enviado à Câmara Municipal, para ser votado na próxima quinta-feira, projeto que autoriza o prefeito Paulo Duarte a fazer uma doação, por meio de decreto, de qualquer área dentro do território de Limoeiro do Norte para ser destinada à construção do Hospital Regional. "Com isso deixaremos à disposição do governador a escolha da melhor área para instalação do hospital", complementa.

O prefeito Paulo Duarte posicionou-se a favor de que o hospital seja construído na área sugerida por Cid, que fica às margens da BR-116 e interliga os municípios de Russas, Limoeiro do Norte e Morada Nova. De acordo com ele, o local será o ponto central para atender bem a todos os municípios, incluindo os mais distantes, como é o caso de Jaguaribe, em que os pacientes atualmente enfrentam mais de 4 horas de viagem para serem atendidos na Capital.

Quem também sinalizou que o município está apto a receber o hospital regional foi o prefeito de Russas, Weber Araújo. De acordo com ele, em conversa com prefeitos da região, foi chegado a um consenso de que a cidade é ponto estratégico e conta com melhor infraestrutura para dar suporte aos pacientes vindos de outras cidades. "Estivemos com alguns prefeitos da nossa regional de saúde e com gestores da regional de Aracati. Eles estão nos apoiando para que o hospital regional seja construído às margens da BR-116, no entorno do município, por ser uma área bastante acessível a quem vem do médio Jaguaribe ou do Litoral Leste", explica.

Ainda de acordo com Weber, as regionais de Russas e Aracati, que juntas atendem a nove municípios, possuem no total 310.111 habitantes, o que representa 58,25% do total de habitantes da macrorregião, que é de 532.306 pessoas. "Nossa luta é para que esse importantíssimo equipamento seja instalado em um local onde tanto os pacientes do litoral quanto os do baixo e médio Jaguaribe possam ter facilidade no acesso.

Russas está em um ponto onde cerca de 70% da população da macrorregião consegue chegar à cidade dentro de 60 minutos", ressalta. O prefeito também defende a região no entorno do município pelo fato de Russas possuir, já em fase de construção, um campus avançado da Universidade Federal do Ceará (UFC), que poderá abrigar cursos na área de saúde, com o intuito suprir a demanda por médicos no interior.

Equidistância

De acordo com a assessoria da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), o perfil de assistência do Hospital do Litoral Leste/ Jaguaribe já está definido e será um hospital geral, com emergência, atendimento materno-infantil e de ensino e pesquisa para formação de profissionais.

Na definição da localização, um dos principais critérios será a equidistância para outras cidades, de modo a facilitar o acesso aos serviços ofertados pelo hospital ao maior número de pessoas.

Macrorregião melhora setor

Limoeiro do Norte A criação da 5ª macrorregião de saúde fortalece a oferta de serviços da saúde na região Jaguaribana. As três regionais de saúde que compõem esse território já contam com serviços descentralizados, com investimentos do governo do Estado e do governo federal. Mais de 532 mil pessoas podem contar com o atendimento.

A cidade de Russas é sede da 9ª Regional de Saúde, que compreende, além deste município, as cidades de Jaguaretama, Jaguaruana, Morada Nova e Palhano. Juntos, os municípios são responsáveis por oferecer atendimento a 196 mil habitantes. Russas é o único da macrorregião que oferece tratamento de diálise, para pacientes que possuem insuficiência renal. A cidade também é referência para diagnóstico e tratamento do vírus da Aids.

Dois hospitais privados são credenciados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e são geridos pelo município. O Hospital e Casa de Saúde de Russas é o Hospital polo da 9ª Regional, que receberá as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) das Rede de Atenção de Urgência e da Rede Cegonha. Os pacientes da macrorregião poderão contar com UTI Adulto e Materno infantil, que integram essas duas redes de atendimento.

Em novembro do ano passado foi inaugurada a 14ª policlínica, para atender a população da 9ª regional. O serviço do Samu foi implementado no município em março do ano passado, com uma ambulância básica e uma UTI móvel. Já em março desse ano o Governo do Estado entregou ao município a Unidade de Ponto Atendimento 24 horas (UPA 24h). De acordo com o prefeito de Russas, Weber Araújo, o município vem se tornando referência em oferta de atendimento à Saúde na Região.

A 10ª Regional de Saúde, que tem como cidade polo Limoeiro do Norte, vem recebendo um reforço de investimento desde o ano passado, com o início da gestão do prefeito Paulo Duarte. Tendo como bandeira de luta a oferta ampla de atendimento à saúde para a população do município, o gestor é um dos poucos que chega a investir cerca de 40% dos recursos próprios na pasta. O Hospital Regional Dr. Lima Verde atualmente é referência na realização de cirurgia em fratura do colo do fêmur, além de outras especialidades.

Só de janeiro à 4 de maio deste ano, foram realizadas 702 cirurgias. De acordo com a diretora geral da unidade, Joana D'arc Maia, 52,5% das cirurgias realizadas são em pessoas de outras cidades. "Foram 334 cirurgias em pacientes de Limoeiro do Norte e 368 em pacientes de outros municípios. Nós recebemos pacientes de outras regionais de saúde que buscam algumas cirurgias no nosso hospital", conta.

Ainda de acordo com a diretora, o hospital realiza, em média, 5 mil atendimentos por mês, havendo grande demanda para exames laboratoriais e raios X.

Ellen Freitas
Colaboradora

Jornal Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário