quinta-feira, 14 de agosto de 2014

MANUTENÇÃO DE AVIÕES. Aracati: Centro da TAM opera em outubro

14.08.2014
Inaugurado com área de 14 mil m², o empreendimento envolve investimento de R$ 30 milhões

Foto: Com o novo centro, a TAM AE passa a ter o maior parque de manutenção do País, incluindo também as unidades de Jundiaí, Belo Horizonte e Brasília          

São Paulo. O novo centro de manutenção de aeronaves da TAM Aviação Executiva (TAM AE), em estágio final de instalação em Aracati, deverá iniciar sua operação no próximo mês de outubro, adianta o presidente da empresa, Fernando Pinho. Envolvendo investimentos de R$ 30 milhões, o equipamento atenderá a demanda para jatos executivos do Norte e Nordeste e, de acordo com ele, a companhia também pretende trazer aeronaves da Venezuela para receber os serviços de manutenção no município cearense. LEIA MAIS
A empresa iniciou neste mês o processo de certificação do centro junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que deve levar entre 60 e 90 dias. "O centro de manutenção está praticamente pronto agora. Começamos a parte burocrática da certificação e estamos comprando toda a parte de ferramentas. Já tem máquinas que foram colocadas lá e iniciamos a contratação de todos os funcionários", informa Pinho, que participou, em São Paulo, da 11ª Labace (Latin America Business Aviation Conference & Exhibition), a segunda maior feira de aviação geral do mundo.

Empregos

O equipamento irá gerar 40 empregos diretos na fase inicial, com expectativa para mais de 200 nos próximos cinco anos. "Temos um compromisso sério com o Governo do Estado de a maior parte da mão de obra em Aracati ser local, e nós já identificamos isso. Através de um treinamento grande que a gente fez com profissionais da região, a gente já tem todo o quadro pré-selecionado para o nosso centro, em sua grade maioria, por cidadãos do Estado. E já existem cursos e currículos em discussão com escolas técnicas, o próprio IFCE (Instituto Federal de Educação Tecnológica) de Aracati, que está ampliando a oferta, e a gente vai ter o nosso centro como local de estágio para absorção de mão de obra. E, partir dali, poderemos exportar pessoal para outros estados do Brasil", garante.

A TAM AE é representante da empresa Cessna no Brasil. No centro de Aracati, será atendida toda a linha de jatos desta empresa que, segundo informa, possui entre 60 e 80 aeronaves entregues no Norte/Nordeste - número que representa cerca de 20% da frota da Cessna no Brasil.

"Para crescer no mercado em termos de venda de aeronaves, a gente tem que ter uma qualidade de serviços de ponta, principalmente no que diz respeito à manutenção de aeronaves. O Nordeste é uma região que vem crescendo em termos de frota, você acaba tendo um número maior de compradores ao longo dos anos e a gente vinha recebendo uma demanda muito forte do nosso cliente", destaca.

Pinho explica que, hoje, os donos de aeronaves do Norte e Nordeste precisam levá-las ao centro de manutenção da TAM AE em Jundiaí, o que gera gastos extras de custo operacional, além do tempo de deslocamento. O novo centro terá capacidade técnica para efetuar serviços de manutenção e reparos em até 30 modelos de aeronaves simultaneamente.

A empresa também pretende estender em breve o atendimento para todos os modelos da Textron Aviation, que, além da Cessna, possui outras: a Hawker e a Beechcraft.

O executivo adianta que o centro de Aracati poderá realizar a manutenção também da frota de aeronaves da Cessna da Venezuela, que hoje realiza esse serviço nos Estados Unidos.

Sérgio de Sousa

Repórter Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário