quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Vereador de Aracati denuncia sofrer ameaças para reeleger presidente da Câmara

Câmara de Vereadores de Aracati (CE)
Michelson Bernardes e sua família foram ameaçados antes e durante a votação.

O vereador Michelson Bernardes (PSB), de Aracati, registrou um Boletim de Ocorrência (BO) no último dia 15, na Delegacia Regional de Aracati, informando que ele e sua família estavam sendo ameaçadas de morte para votar a favor da reeleição do presidente da Câmara Municipal, o vereador João Moreira Falcão Neto (PV). CONTINUE LENDO
Michelson relatou que dois homens, dirigindo um veículo alugado de cor prata foram até sua casa fazer ameaças a sua avó e, em seguida, seguiram ao restaurante do vereador para ameaçar matar a prima da vítima, que estava no local, e o próprio estabelecimento caso Michelson não votasse em Falcão.

Segundo o vereador, o fato ocorreu logo após sofrer ameaças dentro da Casa. Ele afirma que dois funcionários da Câmara o ameaçaram e, enquanto ele foi à delegacia registrar o BO, foram à sua residência e ao seu estabelecimento pressionar sua família.

Ele conta ainda que chegou a conversar com um dos homens que dirigiam o veículo, um "amigo" seu. Na conversa, o homem teria admitido que havia sido acionado por um assessor de um dos vereadores da Casa, mas que não havia recebido o prometido pelo trabalho e, por isso, estaria disposto a depor contra o mandante caso a questão fosse adiante.

A produção de jornalismo do Ceará News 7 entrou em contato com a Presidência da Câmara de Aracati, mas não houve qualquer resposta sobre as acusações por parte da mesa diretora. Segundo assessores, nada sobre o assunto chegou oficialmente a Casa Legislativa. Além disso, o presidente, vereador Doutor Falcão, não se encontra no país. Ele está nos Estados Unidos desde o último dia 18 deste mês.

Hoje (21), uma nova sessão será realizada na Câmara, com o comando da vereadora Maria Ilda de Souza e Silva (PDT), vice-presidente. É aguardo o pronunciamento do vereador Michelson, que deverá levar ao Plenário as denúncias registradas na polícia.

Derrota antecipada
A confiança do presidente na vitória era tão grande que chegou a antecipar as eleições da Casa para garantir mais um ano de governo, porém foi derrotado por 5 votos a 10 para o vereador Fábio Bravo.

A gestão de Falcão foi bastante criticada por tentar impedir o acesso da imprensa à Câmara. Uma regulamentação datada de 2009 era usada como pretexto para proibir jornalistas de gravarem vídeos ou áudios das sessões da Casa.


A imprensa também deveria se cadastrar, antes de cada sessão, com antecedência de 24h para fazer a cobertura, com limite a apenas dois funcionários por veículo de comunicação. O novo presidente já garantiu que essas medidas não farão parte de seu mandato.

Maurício Moreira - jornalismo@cearanews7.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário