segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Atleta Elione, da praia de Quixaba em Aracati é destaque no Diário do Nordeste.

Redenção pela tragédia. Pode parecer inusitado, mas dois paratletas cearenses atribuem a suas deficiências e a prática da natação a transformação nas suas vidas, tornando realidade feitos nunca imaginados. Paratleta cearense do município de Aracati, Elione Silva, que realizou treinos no Náutico Atlético Cearense durante esta semana, defende o Ceará na modalidade natação da etapa de Fortaleza do Circuito Caixa. FOTO: KIKO SILVA    LEIA MAIS
Em diferentes momentos de suas vidas, Carlos Alberto Maciel (de Morada Nova) e Elione Silva (Aracati) foram atingidos pela fatalidade. Ambos sofreram acidentes que os tornaram deficientes. Mas Beto – como é conhecido o primeiro -, que teve o braço esquerdo amputado, e Elione, que perdeu uma perna, não ficaram se lamuriando. Eles se dedicaram à natação e, hoje, por incrível que pareça, admitem que com a deficiência alcançaram feitos nunca imaginados antes de suas tragédias pessoais.


A reportagem encontrou os dois paratletas na terça-feira, 11, no Náutico Atlético Cearense, treinando para as provas da natação da terceira e última etapa do Circuito Caixa Loterias de atletismo, halterofilismo e natação, que acontece neste fim de semana em Fortaleza. E Beto foi taxativo: “tudo que de bom aconteceu na minha vida após o acidente, devo a minha deficiência. Nem nos melhores sonhos, quando ainda criança normal, imaginava chegar aonde cheguei”.

Fonte da matéria completa: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/jogada/redencao-pela-tragedia-1.1150372 

Nenhum comentário:

Postar um comentário