quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Violência em Aracati. Cidadão relata momentos de tensão após tentativa de homicídio frente a DRT

O relato abaixo foi registrado pelo cidadão Lázaro Júnior que presenciou uma das piores cenas em sua vida. Lázaro publicou o relato de mais um lamentável caso que entra para a triste estatística da violência no município de Aracati.

Pela rede social Facebook no momento em que haviam pessoas na sala de espera da Delegacia Regional do Trabalho no centro de Aracati. Um ex detento acabou sendo vitimado a bala e correu para o interior da agência causando maior pânico. Leia o relato abaixo;

“Com tanta onda de violência que estamos vivendo mas a gente nunca pensa que acontece conosco, hoje segunda como sempre um dia de muito trabalho mas tínhamos que ir ao ministério do trabalho de Aracati, evento marcado e desmarcado algumas vezes mas até que fim foi hoje(tinha q ser hoje AFF) estávamos eu minha irmã Liana e nosso primo Laíres conversando nas cadeiras de frente para entrada da agência quando de repente estopins de balas e tome bala, não pensei duas vezes me abaixando sai correndo para os fundos da agência do ministério quando entramos na sala do "Delegado" do trabalho e naquela agonia nos vimos entre varias pessoas na sala um baleado na minha frente e o sangue tava aí e ainda com forças para segurar a porta para ninguém entrar, então pensei vão entrar para terminar o trabalho, olhei para a mesa do "delegado" e é ali mesmo então me agachei quando em instantes todos gritam já foram já foram, então saímos da sala com esse cara todo ensanguentado, pense num negócio ruim você ver uma pessoa daquele jeito, com as mãos trêmulas tentei ligar para a polícia mas não deu certo, quando lembrei de minha mana Liana e primo Laires, corri para a entrada da agência e estavam lá assombrados e minha irmã reclamando do pé inchado pois quando o baleado entrou se esbarrou com ela e pisou em seu pé derrubando-a, e perguntei e aí Liana? ela disse que caiu e olhou para trás e viu a mão e o revolver mas o cara recuou graças a Deus. E foi Deus pois se aquela arma ainda tivesse bala tinha continuado o tiroteio dentro da agência do ministério do trabalho, primeiros boatos que o rapaz teria levado 3 tiros mas depois ao levar minha irmã para o HMED bater raio-x e ser medicada, ficamos sabendo que teria sido 6 perfurações a bala e de lá ele foi encaminhado para Fortaleza. Moral da estória o cara baleado estava saindo do presídio hoje e o que disparou os tiros estaria vingando a morte do irmão e nós vitimas dessa violência desenfreada, mas DEUS é mais e estamos aqui contando o episódio, mas que é ruim viver isso é! Que Deus nos livre de outras”.

Disse Lázaro Jr. em seu Facebook 

Nenhum comentário:

Postar um comentário