sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Críticas e sugestões durante audiência para discutir Zona Azul em Aracati

FOTO: GERMANO LOPES
Aconteceu na noite desta quinta-feira (11/12) no auditório do Colégio Marista, importante debate com a presença de representantes dos comerciantes, Guarda Municipal, DEMUTRAN – Departamento Municipal de Trânsito, Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo – SEINFRA, Diretor do Demutran do Crato, Edilson Marques, que relatou as experiências com a implementação da Zona Azul há seis anos naquele município.

Na mesa de discussões; Sandro Guimarães (Jornalista), Chico Rocha (Chefe de Gabinete, representando o prefeito Ivan Silvério), Valdir Meneses (Vice-Prefeito), Armando Oliveira (Presidente da CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas) e Tácito Forte (Vereador).

O objetivo da discussão foi tratar de assuntos relacionados ao caos que ficou o transito em Aracati, principalmente sobre a questão da falta de vagas para estacionamentos no centro da cidade. CONTINUE LENDO E SAIBA MAIS
A principal mudança será mesmo a discussão visando criar 150 vagas para zonas azul (rotativo) e marrom (carga e descarga), onde o Governo Municipal de Aracati se propõe a abrir licitação para que, a empresa vencedora seja a administradora dos setores de zonas Azul (rotativo para veículos e motos) e Marrom (carga e descarga). De acordo com a proposta inicial, a empresa administradora também repassaria 20% da arrecadação para o município.

Outra provável mudança prevista pelo DEMUTRAN está na inversão da mão única da Rua Cel. Alexandrino, mais conhecida como rua do comércio, que atualmente libera o sentido permitido para veículos na direção rodoviária/Igreja do Nicho e poderá passar a ser mão única a partir do sentido praias pela Rua Dragão do Mar, passando por trás da Igreja Matriz contornando pelo INSS e daí seguindo mão única até saída da cidade próximo ao Posto BR, assim evitando o grande fluxo de veículos, inclusive caminhões pela Rua Cel. Alexanzito (Rua Grande).

Participantes do evento também cobraram maior ação da SEINFRA para fiscalização e retirada de entulhos, agilizar transferência dos feirantes da Rua Agapito dos Santos, para local mais apropriado e assim liberar a via para o trânsito de veículos desobstruindo passagem dos veículos em vias de mão dupla.

Forte apelo para que o Governo Municipal procure solucionar um problema seríssimo na Rua Tabelião João Paulo, onde caminhões “pau de arara” estacionam antes das 07 horas da manhã, misturando-se às carroças e saindo destino ao interior somente após as 13 horas.

Também foi sugerido que em alguns pontos da cidade sejam criados estacionamentos inclinados com ângulo de 45° ou 90°, instalação de semáforos e foto sensores. Cobrar e fiscalizar que os permissionários de transportes coletivos cumpram horários determinados de embarque e desembarque sob risco de suspensão ou até mesmo a perda da permissão para operar as respectivas linhas.

Foi sugerido também um melhor reaproveitamento do espaço da Praça Adolfo Caminha (Praça da Comunicação) para reforma e adaptação, onde no horário comercial, o trecho seja utilizado para estacionamento central e a partir do final de tarde seja aproveitado como espaço para caminhada, praça com utilização de bancos e praça favorável ao lazer. Também no espaço seria construído um palco de alvenaria com camarins e coberto, para utilização em eventos religiosos ou populares e durante todo o dia as barracas instaladas sobre a praça continuariam funcionando sem qualquer alteração de suas atividades atuais.

Luis Nogueira e Rui Barbosa, da ASDECQ – Associação dos Empreendedores de Canoa Quebrada, também pediram para que o novo projeto fosse em conjunto para organização do transito não somente para a sede do município mas simultaneamente implementados em Canoa Quebrada, o principal destino turístico do Litoral Leste Cearense.

Ao final da reunião bastante participativa, o presidente da CDL, Aramando Oliveira, sugeriu que aconteça novo encontro ou audiência pública na própria Câmara Municipal de Vereadores, para aprimorar as discussões em busca da melhor solução visando desafogar o trânsito na cidade.

Fonte: ASCOM/Governo Municipal de Aracati

Adaptação do texto de Sandro Guimarães

Nenhum comentário:

Postar um comentário