sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Estudantes de 14 a 16 anos filmadas se beijando em escola

Caiu nas redes sociais um vídeo onde pelo menos seis garotas com a faixa etária entre 14 a 16 anos aparecem se beijando na boca como se fosse algo super divertido. Até ontem a noite o vídeo postado somente no Facebook já atingiu a marca de 2.830.128 visualizações.

A vida delas só pertencem as mesmas, porém pela pouca idade e sem a responsabilidade que deveriam ter com o estudo, a família e os pais, não podemos achar isso normal até porque muito provavelmente, pela "confiança" que depositaram uns aos outros, quem sabe neste exato momento após assistirem essa prática compartilhada por toda sua cidade e pelo país inteiro, quantas serão as arrependidas pela emoção da "brincadeira em forma de aventura" talvez estejam sofrendo "bulying" entre os próprios colegas ou conhecidos! Será que algumas entraram em depressão? Será que algumas já pensaram ou estejam pensando em suicídio? Isso nunca foi normal nem será saudável até mesmo fora da religião. LEIA MAIS
Quantos país pensam ou tiveram que largar uma vida social e de trabalho mudando de cidade sabendo eles que seja lá para onde forem esse "fantasma da imoralidade" irão lhes  perseguir para o resto da vida!

O mais incrível é a quantidade de pessoas dizendo “que acham tudo isso normal e que não veem razões para comentários preconceituosos, e até há quem complemente dizendo; “quando mais jovem quem de nós não fez alguma travessura?”.

Hoje estou com 47 anos bem vividos, mas no meu tempo de juventude e enquanto estudava no colegial as vergonhas que fiz meus pais passarem e depois eu mesmo me arrependia era quando eu e alguns colegas "roubávamos" frutas de árvores, fazíamos bolinhas de papel para atirarmos contra outros colegas somente para correr o risco de ser flagrado pelo professor. E tinha algo mais "pesado" que praticávamos e até hoje me arrependo de ter feito, era quando ao voltarmos da escola apertávamos as campainhas das residências e até hoje guardo vergonha por ter sido flagrado e levado "carão" por tal comportamento, e agora fico a imaginar; "se tivessem filmado" e espalhado para meus pais!!! Deus me livre! Só em pensar  fico suando frio, quanto mais se deixar filmar com essa coisa ditas "normais" nos  dias atuais. 

Pra finalizar com esse meu comportamento "careta", vou compartilhar essa cena assim como esta mensagem não apenas triste, mas imoral e de consequências terríveis para quem assim se dispor a copiar.

Enviei inclusive para minhas duas filhas de 16 e 21 anos que ainda estão estudando e assim reforçar como pai que sou, o que acredito ser imundo compartilhar de alguns atos "modernos" na atual sociedade que vivemos.

Mais um detalhe importante me recordo bem na minha época de colegial! Havia o objetivo de estudar para crescer e um dia me profissionalizar, ter minha independência e depois casar, mas no caso do vídeo feito em um banheiro de uma escola no Brasil, creio que essas ou outras meninas com esse tipo de comportamento e o resultado devastador que ocasionará pode jogar por água abaixo todos os planos serenos e desejáveis. Quem conseguir sobreviver ao resultado em sã consciência, rezem para não ter que se prostituir ou arrumar vaga de atriz de filmes pornográficos.


Certamente alguém sabendo dessa minha opinião possa estar me rotulando de preconceituoso, mas só posso afirmar que não tenho preconceito com lésbicas ou homossexuais e até acredito que a maioria delas fizeram por curiosidade e não porque sejam lésbicas. Sexo hétero ou homossexual quem desejar que faça, mas respeitem a si próprio, suas famílias e a dos outros. A elas e aos pais, meus sentimentos, lamento muito.

2 comentários:

  1. se fosse um garoto e uma garota,
    sera´que essa seria sua opinião?.

    ResponderExcluir
  2. com certeza seria menos ofensivo, mas respeito quem tem amor ou preferencia pelas pessoas do mesmo sexo, porém, sou da opinião que caricias, beijos estrondosos e sexo, tanto faz homo ou hétero, não sou de acordo que se torne público. Minha opinião.

    ResponderExcluir