domingo, 21 de dezembro de 2014

Zona Azul ou melhor aproveitamento de espaços no centro de Aracati?

Estacionamento improvisado próximo
à Santa Casa em Fortaleza.
Conforme questionei durante a audiência que aconteceu no auditório do Colégio Marista, por ocasião em que o DEMUTRAN anunciou a intenção de ‘implementar’ as Zonas Azul (veículos e motos) e Marrom regulamentando horários para carga e descarga com intuito de minimizar o caos que se tornou estacionar na cidade. O valor sugerido pelo órgão de trânsito seria R$ 2,00 a hora, podendo ser renovado por mais uma hora.

Questionei sobre “o que mais o município poderia oferecer para melhorar desafogando o transito”! Será que seria mesmo necessária a cobrança de zona azul ou “se” realmente desafogaria abrindo espaços no centro da cidade onde não somente a Rua Cel. Alexandrino (Rua do comércio), mas a Cel. Alexanzito (Rua Grande) e Agapito dos Santos teriam tais espaços ‘liberados’? CONTINUE LENDO
Então sugeri aos presentes e aos representantes da prefeitura de Aracati que, analisasse um melhor reaproveitamento do espaço da Praça Adolfo Caminha (Praça da Comunicação) com um projeto de reforma e adaptação, onde no HORÁRIO COMERCIAL, o trecho da praça pudesse ser utilizado, e adaptado para estacionamento central (cobrando a metade do valor no foco central ou gratuito em caso de não ser preciso implementar a zona azul) e a partir do final de tarde fosse aproveitada como espaço para caminhada, praça com utilização de bancos e grande espaço favorável ao lazer.

Também no espaço vago da Praça Adolfo Caminha poderia ser construído um palco de alvenaria com camarins e coberto, para utilização em eventos religiosos ou populares evitando assim maiores gastos com locação desse tipo de equipamento e durante todo o dia as barracas instaladas sobre a praça continuariam funcionando sem qualquer alteração de suas atividades atuais.

Outra opção em conjunto a ideia anterior seria a demarcação de estacionamentos para motos e veículos de passeio no sentido 45° de um dos lados da Rua Cel. Alexandrino (mão única vinda direção INSS ao terminal rodoviário) e do outro lado, estacionamentos para motos e ‘bicicletarios’.

Estive no centro de Fortaleza e observei que a prefeitura da capital criou um espaço que melhorou parte do problema. Registrei em foto uma pequena parte daquele espaço que chega a ser três ou quatro vezes maior que nossa praça da comunicação em Aracati. Porque não poderia dar certo aqui em Aracati? Qual a serventia desse nosso espaço durante o sol escaldante no horário comercial? Creio que vale a pena a discussão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário