quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Onde está a consciência cristã meio a tantas crises vividas! O que importa é continuar na política do "Pão e Circo"

Foi publicado na edição do jornal O POVO de ontem, o artigo do colunista Fábio Campos relatando o seguinte:

"A proliferação de shows bancados com o suado dinheiro do cidadão que trabalha e produz é um abuso. Um circo populista que alimenta grandes esquemas de enriquecimento baseado em contratações milionárias de cantores, bandas, palcos, iluminação e segurança privada. LEIA MAIS
Chega a ser imoral realizar grandes e caríssimos shows com o dinheiro do contribuinte quando o Ceará convive há três anos com uma avassaladora seca que leva ao colapso de água cidades inteiras, possui índices de violência absurdos, problemas graves nos serviços de saúde e ainda convive com um amontoado de outras chagas sociais." 

Agora vamos nós!
Quantos cidadãos, ou melhor; quantos cristãos possuem essa consciência?

Em São Paulo um milhão e duzentas mil pessoas estão sem água. No Ceará, do total de 184 municípios, 176 estão enfrentando problemas sérios de estiagem pelo terceiro ano consecutivo.

No Brasil, manifestantes vão às ruas lutar contra R$ 0,20 no aumento das passagens dos ônibus, mas não realizam movimentos contra governantes e legisladores responsáveis pela roubalheira que totaliza bilhões de reais, começando a farra com o erário público desde os municípios até o mais alto escalão nas instituições federais...


E quer saber mesmo o pior disso tudo? A grande maioria que vive a reclamar que paga muitas taxas e impostos e não veem retorno em obras e melhoramentos visando gerar melhor qualidade de vida, passa a ser mais um na imensa multidão, virando massa de manobra e nesta época que antecede o carnaval, e ainda lamenta a possibilidade nos cortes de verbas públicas para bancar grandes festas populares, e o pior, após a ressaca moral aí voltam a reclamar da falta de qualidade na educação, saúde, infraestrutura, segurança e continuam sem atitude alguma em prol de si mesmo, dos familiares e principalmente dos menos favorecidos e ainda desejam o direito de "entrar no céu". Vai entender... 

"Dê Pão e Circo ao Povo" Essa frase foi dita por Cezar, Imperador de Roma, que depois de construir o Coliseu, local onde promovia o ESPETÁCULO (CIRCO), que se apresentava na forma da arena onde Homens e animais se digladiavam até a morte de um dos competidores, enquanto era distribuído PÃO ao povo que ali assistia o evento.

Bem! Mas essa parte é com Deus e não entrarei nessa “briga”. É como diz o velho ditado popular “Triste dos sabidos se não fossem os bestas”.

Sandro Guimarães
Aracati, 22 de janeiro de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário