quarta-feira, 3 de junho de 2015

Cinema espanhol tem mostra especial no 25° Cine Ceará

Longas e curtas compõem a mostra que é focada na nova cinematografia da Espanha, mas exibirá também clássicos de nomes consagrados.

Uma representação variada do melhor cinema espanhol da atualidade estará na comemoração dos 25 anos do Cine Ceará - Festival Ibero-Americano de Cinema, de 18 a 24 de junho no Cine-Teatro São Luiz, em Fortaleza. É a Mostra Novo Cinema Espanhol, que exibirá um total de sete longas e oito curtas-metragens. A curadoria foi do roteirista, realizador e produtor Pablo Arellano, que avalia as produções da mostra como "um cinema delicado e humano, poético e singular". LEIA MAIS
A seleção passa pelo trabalho minimalista e sensível do longa "Nem Tudo é Vigília" (No todo es vigília, de Hermes Palalluelo. 2014) - filme que ainda está circulando pelos festivais e acabou de ganhar o prêmio de Melhor Filme em festivais de Uruguai e Cosquim -  e do curta "Ser e Voltar" (Ser e volver, Xacio Baño. 2014) -  que estreou no Festival de Cinema de Locarno, na Suíça, e foi vencedor do Prêmio do Júri em Clermont Ferrand, o festival de curtas mais importante do mundo.

Estão presentes também os longas documentários "Costa da Morte" (Lois Patiño. 2013), que ganhou o Prêmio Cineastas do Futuro no Festival de Locarno, e "As Mais Macabras das Vidas" (Las más macabras de las vidas, Kikol Grau. 2014.50'). "Vamos mostrar ao público de Fortaleza filmes com uma sensibilidade extraordinária", diz o curador.

A mostra conta ainda com filmes premiados em importantes festivais, como os de Locarno e Rotterdam, na Holanda, como "História da Minha Morte" (Historia del la mèva mort, do catalão Albert Serra (2013), ganhador do Leopardo de Ouro em Locarno, e "Estrela Cadente" (Stella cadente, 2014), último filme do renomado produtor e diretor Luis Miñarro.

Um dos pontos altos da Mostra Novo Cinema Espanhol está em dois diretores que são considerados os 'pais do cinema moderno na Espanha', Víctor Erice e Luis Buñuel.  Erice é homenageado com a exibição de seu primeiro longa, "O Espírito da Colmeia" (El espíritu de la colmena, 1973), vencedor do primeiro festival de San Sebastián. De Luis Buñuel, o curador selecionou o clássico "Simão do Deserto" (Simón del desierto, 1965).

Dos curtas, Pablo Arellano fez uma seleção dos melhores da Espanha dos dois últimos anos, assim com uma retrospectiva do cineasta Chema García Ibarra, um dos mais promissores do novo cinema espanhol. Dele serão exibidos seus três curtas que passaram por mais de 200 festivais internacionais:  "O Ataque dos Robôs de Nebulosa 5" (2009), "Protopartículas" (2011) e "Mistério" (2013).

O curador Pablo Arellano é formado em Roteiro pela Escuela Internacional de Cine y TV de San Antonio de Los Baños (Cuba) e pelo Instituto de Cinema de Madrid (Espanha). É também é graduado em Comunicação Audiovisual pela Universidade Complutense de Madrid (Espanha).

O Festival

Comemorando jubileu de prata, o Cine Ceará reafirma sua vocação de mais tradicional evento cultural do estado, realizado ininterruptamente desde 1991. São 25 anos atuando diretamente no fazer cultural do Ceará, instigando a produção local e proporcionando um valioso intercâmbio entre realizadores, produtores e a indústria do cinema no Brasil e outros países, em especial os latino-americanos e ibéricos.

Os filmes do 25° Cine Ceará serão distribuídos nas seguintes mostras: Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem, Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem, Olhar do Ceará, Novo Cinema Espanhol, Mostras Sociais - O Primeiro Filme a Gente Nunca Esquece e Melhor Idade e Acessibilidade -e uma exibição especial. Há ainda a realização de seminários, debates e oficinas. Toda a programação do Cine Ceará é gratuita. O acesso às sessões será mediante a troca de alimentos não perecíveis por ingressos.

Apresentado pelo BNDES, o 25° Cine Ceará é promovido pela Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Ministério da Cultura por meio da Secretaria do Audiovisual, do Governo do Estado do Ceará via Secretaria da Cultura - Secult, e da Prefeitura Municipal de Fortaleza através da Secretaria de Cultura - Secultfor. É uma realização da Associação Cultural Cine Ceará, Corte Seco Filmes e Bucanero Filmes e tem o patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).  O festival tem patrocínio da Oi e apoio cultural da Oi Futuro. Patrocínio: Indaiá.



NOVO CINEMA ESPANHOL



LONGAS

1. STELLA CADENTE (De Luis Miñarro. 2014)

2. NO TODO ES VIGILIA (De Hermes Palalluelo. 2014)

3. COSTA DA MORTE (De Lois Patiño. 2013)

4. SIMÓN DEL DESIERTO (De Luis Buñuel. 1965)

5. EL ESPÍRITU DE LA COLMENA (De Víctor Erice.  1973)

6. HISTÓRIA DE LA MÈVA MORT (De Albert Serra. 2013)

7. LAS MÁS MACABRAS DE LAS VIDAS (De Kikol Grau. 2014) 



CURTAS

1. EL ATAQUE DE LOS ROBOTS DE NEBULOSA 5 (De Chema García Ibarra. 2009)

2. PROTOPARTÍCULAS (De Chema García Ibarra. 2011)

3. MISTERIO (De Chema García Ibarra. 2013)

4. LANBROA (De Mikel Zataraín. 2011)

5. MUEBLES ALDEGUER (De Irene M. Borrego. 2015)

6. LA PASIÓN DE JUDAS (De David Pantaleón. 2014)

7. SER E VOLTAR (De Xacio Baño. 2014)

8. CHIGGER ALE (De Fanta Ananas. 2013)



SERVIÇO

25° Cine Ceará - Festival Ibero-Americano de Cinema - De 18 a 24 de junho de 2015 no Cine São Teatro São Luis, em Fortaleza. Praça do Ferreira, s/n - Centro. Acesso gratuito. Informações: www.cineceara.com. Facebook: FestivalCineCeara

 

//Assessoria de Imprensa Nacional

Primeiro Plano – Anna Luiza Muller/ Aline Martins

aline@primeiroplanocom.com.br



//Assessoria de Imprensa Fortaleza

DÉGAGÉ

Jornalistas Resp: Sônia Lage e Eugênia Nogueira

degage@degage.com.br  / www.degage.com.br


t: @degage_imprensa / f: degageassessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário