quarta-feira, 24 de junho de 2015

Morte de presidente dos bugueiros de Canoa Quebrada é encomendada por R$ 3 mil

Beto em pé ao centro disse estar sendo
ameaçado de morte: Foto: ABCQ
O presidente da Associação dos Bugueiros de Canoa Quebrada, Beto Andrade, em entrevista à Rádio Verdes Mares, relevou que vem sofrendo ameaças de morte por motoristas não regularizados junto à Prefeitura de Aracati. “Há uma semana estou sendo ameaçado por um grupo de bugueiros clandestinos e minha vida corre risco. Eu temo muito pela minha vida”, disse. CONTINUE LENDO
Hoje, há 66 profissionais trabalhando regularmente, enquanto 15 motoristas burlam a fiscalização para transportar turistas. “São pessoas que ‘tão por tudo’ por uma vaga de bugue e eles querem de fina força fazer passeio, arriscando a vida do turista”, comentou Beto Andrade. O presidente da associação tomou conhecimento inclusive do valor oferecido para o crime. “Eles tinham pago uma pessoa no valor de 3 mil reais para matar a mim e ao guarda municipal Braga.”

Diante das ameaças, desabafou sobre o clima de temor na região. “Tá todo mundo apreensivo com isso. Tá se tornando um problema da comunidade. Todo mundo chateado. Canoa não aceita esse tipo de coisa, não existe isso em Canoa”, disse.

Por Evandro Nogueira Rádio Verdes Mares , programa Microfone Aberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário