terça-feira, 2 de junho de 2015

Sob proteção do ECA. "De Menor" humilha professora frente aos colegas

Foto REPRODUÇÃO da internet
Na última sexta-feira (29 de maio), o Balanço Geral da TV Clube PE, apresentado por Hugo Esteves, exibiu imagens que provocaram muita revolta e indignação. Em Minas Gerais, um aluno “de menor” agride uma professora verbalmente, com empurrões, tem os livros jogados ao chão, leva tapas nas nádegas e tem os seios apalpados enquanto outros estudantes filmam a cena. Ela pede respeito, mas continua sendo provocada, perde o controle e ofende o rapaz. Outros alunos ficam rindo e parecem se divertir com a situação. CONTINUE LENDO
O pior é que se a situação fosse inversa, se fosse alguém fazendo isso com ele, os defensores dos direitos humanos e o Estatuto da Criança e do Adolescente já teriam pedido punição para a professora, seria julgada e execrada pela mídia e quem sabe até presa, por agressão, homofobia e preconceito.

Será que após as imagens rodar em todo o estado do Pernambuco e ganhar mais de um milhão e oitocentas visualizações pelo Facebook, o garoto “de menor” receberá alguma correção? Talvez não. E se for não responderá por nada porque para acabar de desmoralizar pessoas honradas pelo trabalho, zelando pelo bom costume e o respeito ao próximo, nós estamos é no Brasil.

E aí? O que será que os senhores defensores do ECA têm a dizer? O que será que dá para esse menor que deveria ser chamado de marginal?


A professora vai ficar desmoralizada pois a lei nesse país só beneficia o infrator, enquanto isso os senhores deputados e senadores da República continuam sem postura de representantes dignos dos que votaram nessa instituição falida e desacreditada que não mexem uma palha para mudar este achincalhado estatuto do menor que desmoraliza um profissional que tenta fazer milagres para educar este marginal que provavelmente faz pior com os próprios pais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário