quarta-feira, 15 de julho de 2015

Animais provocam 67 acidentes nas rodovias federais do Ceará

As vias que cortam Aracati, Caucaia, Russas, Itaitinga e São Gonçalo do Amarante são as que mais registram 
presença de animais 
A presença de animais nas rodovias estaduais e federais que cortam o Ceará provocaram 148 acidentes em 2014. No primeiro semestre deste ano, nas CEs não foram contabilizadas ocorrências do tipo. Já nas BRs que cortam o Estado, a travessia de animais provocou 67 acidentes. LEIA MAIS 
No ano passado segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), 44 pessoas ficaram feridas e 16 vítimas vieram a óbito devido as ocorrências provocadas pela passagem de animais nas pistas.

Nas rodovias estaduais, de acordo com o Detran, a CEs 060 (de Maracanaú a Barbalha), 187 (de Viçosa do Ceará a Tauá), 085 (Caucaia a Paracuru), 040, (Fortaleza a Aracati), 265 (Limoeiro do Norte a Poranga) são as que registraram as maiores apreensões de animais. Estas ocorrências, conforme o órgão, envolvem, sobretudo, jumentos e burros.

O Detran também realiza a apreensão deste animais para tentar reduzir os riscos provocados por eles nas estradas. Para garantir o recolhimento, dez equipes do órgão circulam todas as regiões do Estado. Como resultado, de janeiro a junho de 2015, 5.831 animais foram apreendidos, sendo 4.794 jumentos. No ano passado foram 10.163, dos quais 8.449 jumentos e em 2013 foram 14.167, sendo 11.584 jumentos.

Já nas BRs, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em 2013 foram 103 acidentes por atropelamento de animais e 88 em 2014. Todas as ocorrências entre 2013 e 2015 resultaram em três óbitos nas estradas federais no Estado.

As vias que cortam Aracati, Caucaia, Russas, Itaitinga e São Gonçalo do Amarante são as que mais registram presença de animais. A BR-116 lidera a lista negativa, com 27 ocorrências esse ano, seguida da BR-222 com 18, BR-304 com 12, BR-020 com 9 e a BR-230 com um caso. No ano passado, a PRF recolheu 602 animais nas rodovias federais do Ceará em 2013 foram 1.162.


Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário