segunda-feira, 6 de julho de 2015

Após um ano do desaparecimento da criança José Lucas de três anos, família ainda clama às autoridades por resultados

O que falar desse dia tão triste e sombrio!
Para nós familiares do pequeno Lucas, o dia 06 de Julho de 2015 significa dor e sofrimento, pois completa está um ano que o nosso menino desapareceu. Quantas noites passamos em claro esperando o tão sonhado dia em que você voltaria para os nossos braços, quantas lagrimas foram e ainda são derramadas pela falta que você nos faz ... LEIA MAIS
Uma família que se desfez devido tamanha crueldade, um garoto de apenas 3 (três) anos, uma vida, uma criança! O que fazer, pensar e esperar?

Só queríamos saber o porquê de tanta maldade, quem e por qual motivo. Como pode existir pessoas capazes de tirar o direito de uma criança de viver e ser feliz ao lado de sua família?

Foi o que infelizmente aconteceu com o nosso José Lucas. Cadê aquele teu sorriso lindo que não vejo mais? Em um simples piscar de olhos tudo desapareceu ...  O que fazer agora que um ano se passou e não sabemos o que de fato aconteceu com o Lucas naquela tarde de domingo dia 06 de julho de 2014! Isso é certo, uma família sem respostas?

Novamente volto a dizer: “Não existe crime perfeito, existe crime mal investigado”. Creio que, em um caso delicado como este, todas as linhas de investigações teriam que ser válidas, e não só a de tráfego de drogas.

Não. Não acreditamos que aqueles ossos encontrados são do nosso menino, e sim iremos fazer um novo exame de DNA.

Um pedido? Pedimos ao ministério público, ao juiz encarregado, enfim as autoridades competentes que voltem seus olhos para este caso para que uma resposta concreta seja dada. Já cansamos de tantas hipóteses. Onde estão os culpados? Há, eles estão livres, esses culpados estavam bem preparados, bem mais que as autoridades da cidade.


Ou como várias vezes foi dito e repetido que, “Os culpados seriam pessoas da família?” Hoje mais uma vez pedimos respostas, já se passou um ano minha gente, imaginem o quanto foi e está sendo difícil para a família, está na hora das autoridades acordarem e pararem de fechar os olhos para casos que requerem mais atenção como este. Quantos anos mais irão se passar para que possam da atenção para este caso do menino Lucas? A palavra que define o dia hoje é SAUDADE e pedimos por respostas. Buscamos por justiça.

Por Rosyane Chaves (em nome dos familiares do José Lucas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário