domingo, 16 de agosto de 2015

Administrador Sandro Guimarães. Discurso durante formatura da Faculdade de Administração

Aracati (CE), 15/08/15 - Ginásio Maristas - 
Boa noite a todos!
Em nome da nossa turma de Bacharéis em Administração, quero agradecer a Deus por este momento único em nossas vidas, por estarmos diante a valorosa presença de todos vocês aqui presentes, nossos pais, familiares e amigos. De todo o núcleo docente, coordenadores, diretores e funcionários de nossa instituição de Ensino Superior e diante os resultados, hoje, somos mais que vencedores.
Há quatro anos, quando ingressamos nesse Polo de Ensino Superior em Aracati, todos nós que procuramos a vida acadêmica, obviamente sabíamos que a caminhada seria longa e difícil, mas, jamais imaginaríamos que o grau de complexidade tão comuns encontrados nos cursos universitários pelo país, fossem do tamanho e proporção das dificuldades que quase tornou nossos sonhos em pesadelos.

Amigos e irmãos em Cristo! A maioria das pessoas aqui presentes, sequer poderia imaginar os momentos de pressão psicológica que sofremos, e pasmem senhores, sua motivação foi devido a mercantilização que infelizmente se tornou fazer educação neste país! Simplesmente fomos perseguidos durante todos esses períodos quando tentaram nos desqualificar enquanto alunos perante nossos familiares e até a sociedade.

E nosso Coordenador Professor Islau Nunes! As dificuldades foram tantas que somente os mais sensíveis aos olhos de Deus conseguiam observar o quanto esse cidadão sofreu, e até chegamos a pensar que ele não resistiria a tantas perseguições que o deixavam visivelmente cansado, olhos caídos, magro e cabelos despenteados...

Chegamos ao ponto de perder metade dos nossos colegas de classe: Pessoas queridas que poderiam estar aqui hoje neste ambiente solene, mas os fizeram acreditar que nossa batalha seria em vão, e assim foram influenciados a acreditarem que este dia jamais aconteceria. 

Vida de universitário não é fácil, mas quem foi quem disse que nosso objetivo seria encontrar moleza? pois, “Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer”, assim afirmou Mahatma Gandhi.

Em determinado momento estivemos embarcados em um navio que chegou a naufragar, mas não perdemos a fé, confiamos em nosso capitão Islau Nunes que foi em busca de outro navio e fomos resgatados pelo professor Edilson Castro que nos embarcou em um navio maior, mais resistente, e hoje ancoramos com total segurança e prontos para novas conquistas.

Durante nossa viagem rumo ao conhecimento, protagonizamos juntos vários momentos lúdicos, outros sérios, ao ponto de causar tristeza e até alguns momentos de melindres.

Alguns colegas desistiram por força do cansaço devido à carga horária de trabalho. Outros “envergaram” mas não quebraram.

Havia os retardatários que ainda chegavam com seus uniformes de trabalho (se tomavam banho ou jantavam, só após o aprendizado em sala de aula) ... E aqueles que nunca conseguiam assistir uma só aula até o final! Até hoje não se sabe se era para não perder a novela das nove ou apenas uma mania só para ter o gostinho de serem os primeiros a voltar para casa, mas, suas notas surpreendiam, graças às suas capacidades em aprender.

E aquela nossa colega! Uma das mais interessadas em crescer como administradora que, em uma de suas viagens ao voltar do trabalho caiu com sua moto, desmantelou o joelho, precisou passar por uma cirurgia nada fácil, ficou quase um semestre longe da sala de aula, mas, a vontade de crescer nessa família era tamanha, que encontrou apoio da turma, na compreensão de nosso Coordenador, e de um anjo que caiu do céu em forma de colega sempre comparecendo à sua casa lhe orientando em todas as tarefas deixando-a bem informada e capacitada.

Colegas venceram obstáculos vindo do interior. E quando você deseja estudar e não tem como pagar a faculdade? O jeito é se encostar perto de uma amiga de classe que lhe dê a mão, pois o resto Deus provê, e o auxílio divino foi tamanho que a competente aluna foi “emprestada” para estagiar numa grande loja, e não é que a abençoada foi contratada definitivamente?

Às vezes, alguns colegas se comportavam feito crianças em pleno jardim da infância. Pareciam até novos personagens da escolinha do professor Raimundo. Desde as peripécias do casal “Joelma e Chimbinha” até o famoso “blogueiro Téo Pereira” fizeram história por lá... Professor carrancudo em nossa classe não levava vantagem, pois rapidinho entregava-se à simpatia, encanto e carisma da turma.

Momentos difíceis também bateram em minha porta. O mais lamentável foi o repentino desencarne de minha saudosa mãe Dona Consuelo Guimarães que quase fez eu desistir do curso, pois não achava justo perder algumas aulas ou assisti-las pela metade. Fiquei abalado, pois era o distanciamento físico da pessoa que, desde meus primeiros passos na vida estava a me acompanhar, fosse levando ao colégio, me protegendo, levando aos hospitais em Fortaleza e, na fase adulta, tornou-se fã número um do filho jornalista, saxofonista e também sonhava com o dia da formatura de seu filho administrador. Justamente hoje, estamos a onze (11) dias de seu primeiro ano de falecida, mas continuei!!! E hoje dedico minha vitória a ela, pois, onde estiver agora sei que está mais uma vez orgulhosa de mais um de seus filhos amados.

O mais importante é que hoje estamos aqui formando uma grande família e assim crescemos desde o primeiro semestre até o final da graduação. E lembrem-se; outras lutas virão e se um dia sofreres alguma perda, saibas que o ladrão pode levar teu carro, tua biblioteca, levar teus pertences domésticos e até toda tua roupa do corpo, mas com trabalho fruto de teu conhecimento tu poderás conquistar tudo novamente. Qualquer um de nós estamos sujeitos a perder o automóvel ou o cônjuge, mas, com inteligência, perseverança e conhecimento, tu conquistarás tudo outra vez, pois, o conhecimento jamais conseguirão roubar de ti. Só não percas o caráter pois sofrerás vergonha, e isso, uma vez perdida, dinheiro algum no mundo te trará de volta.

Enfim, chegou o momento de cada um seguir seu caminho colocando em prática todos os nossos conhecimentos adquiridos na sala de aula ou em campo. O nosso agradecimento aqueles que torceram e nos apoiaram em todos os momentos. A todos vocês aqui nesta solenidade dividimos os méritos desta conquista, porque ela também pertence a vocês.

Que nosso aprendizado também seja momento de alcançarmos nossos objetivos planejados. Muito se projetou uma aula da saudade e que nunca se concretizou, talvez porque no fundo não queríamos nos despedir, e sim, nos reencontrarmos, quem sabe numa pós graduação! E se a despedida for inevitável, que possamos nos encontrar outra vez. Que nossas despedidas sejam um eterno reencontro.

Obrigado a todos!


Aracati (CE) 15 de agosto de 2015


Sandro Barreto Guimarães
Bacharel em administração pela FCNSV

Nenhum comentário:

Postar um comentário