sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Justiça brasileira bloqueia uma fortuna de Neymar por sonegação de impostos

A vida fora de campo do atacante Neymar segue cada vez mais conturbada. De acordo com o jornal "Correio Braziliense", o camisa 10 da Seleção teve uma fortuna avaliada em R$ 188, 8 milhões bloqueada pela Justiça Brasileira. O jogador é acusado de sonegar impostos, entre os anos de 2011 e 2013, quando ainda defendia o Santos, além de problemas em sua transferência para o Barcelona.
A primeira polêmica envolve a ida do jogador para o clube catalão. Durante a transferência, um empréstimo de dez milhões de euros (cerca de R$ 47 milhões) teria sido feito entre o clube catalão e a empresa do pai e empresário do jogador, a N & N Consultoria Esportiva e Empresarial, valor repassado sem qualquer garantia e juros, o que não caracteriza o empréstimo.

A transferência do atacante segue sendo investigada pela Justiça Espanhola.
A Justiça Brasileira também está de olho nos tempos em que o jogador atuava no Santos. Na época, Neymar recebia cerca de 90% de seu salário referentes a direitos de imagem, que eram pagos diretamente na conta em uma das empresas do pai do jogador, o que acarretaria em uma tributação inferior. Os valores seriam superiores se o jogador pagasse os impostos e declarasse sobre tudo que ganhava.

O desembargador Carlos Muta, do TRF da 3ª Região, acatou a decisão de bloquear parte da fortuna do craque com o argumento de havia risco de o jogador dilapidar o patrimônio (dividir para outras pessoas ou gastar o valor), assim lesando os cofres públicos. Vale ressaltar que o bloqueio havia sido negado em primeira instância.

Compilado do Grupo Radialistas do Ceará  pelo whatssap

Nenhum comentário:

Postar um comentário