domingo, 6 de setembro de 2015

Pressão popular faz mais duas cidades do PR diminuírem salário de vereadores.

Até agora, 28 municípios do Paraná já reduziram salários
Os moradores das cidades de São Mateus do Sul, na região sul do Paraná, e de Terra Roxa, no noroeste, pressionaram os vereadores e conseguiram duas vitórias nas câmaras municipais. Na primeira, os salários devem ser reduzidos de R$ 6.200 para apenas R$ 800. E na segunda, o número de cadeiras cairá de 11 para nove. Em São Mateus do Sul, o projeto que deve diminuir os salários começou a tramitar nessa terça feira (1º), e deve ser votado até o fim de setembro, segundo o presidente da câmara municipal, Eneas Melnisk (PPS).

A polêmica em São Mateus começou na segunda feira (31), quando os vereadores começaram a discutir um aumento de pouco mais de 8% nos próprios salários. A população pressionou e eles voltaram atrás, ainda que a contragosto.

Se o projeto for aprovado em duas discussões, o salário de R$ 800 para os vereadores de São Mateus do Sul começa a valer a partir da próxima legislatura, em 2017.

Por outro lado, os moradores de Terra Roxa passarão a ter nove parlamentares, contra os 11 atuais, de acordo com o primeiro secretário da câmara, Márcio Rogério de Oliveira Silva (PP).

Já a redução dos salários deve ocorrer apenas no ano que vem. Será mais uma polêmica, pois o vereador propõe a isenção total dos ganhos. Para ele, o salário de R$ 6 mil também é desnecessário para os legisladores municipais.

O salário de R$ 6 mil foi aprovado em 2011 junto com o aumento no número de vereadores. Até então, os parlamentares ganhavam R$ 3 mil.


Por todo o Paraná, a pressão popular já fez com que 28 municípios aprovassem a redução dos salários dos vereadores. No mês de julho, os moradores de Santo Antônio da Platina começaram o movimento, e os salários foram reduzidos de R$ 7.500 para R$ 970.

FONTE: http://m.redesuldenoticias.com.br/%5C?id=86257 

Nenhum comentário:

Postar um comentário