sábado, 3 de outubro de 2015

Dilma Rousseff, o modelo fiel dos políticos brasileiros

É claro que toda regra tem sua exceção,  mas,  convenhamos.  O Brasil passa por uma enorme crise e não não é porque os políticos ou a imprensa está dizendo,  é sim, porque a população há tempos vem sentindo no dia a dia no próprio bolso.  Sabemos até mesmo por que tudo isso começou,  ou seja, pela roubalheira desgraçada onde a corrupção já corroeu membros dos três poderes e até mesmo meio ao proprio povo que cobra por honestidade.
Nesta sexta feira dia 02, a presidente resolveu mostrar seu novo plano de ações para tentar salvar o pais, porém o que se viu foi mais uma estrategia de salvar a propria cabeça para que possa ao menos se manter no poder até o fim do mandato sem o risco de entrar para a história como a primeira mulher presidente a cair pelo impeachement.

Dilma simplesmente diminuiu alguns ministérios deixando seus ex ministros em coordenadorias da mesma pasta, deu de bandeija uma leva de ministerios para o PMDB fortalecendo ainda mais um partido nocivo à sociedade que já tem um vice presidente,  um presidente da câmara federal e do senado.

O desespero da governanta é tamanho que enfraqueceu seu próprio partido para negociar a permanência da estrela solitária no poder maior da nação,  talvez,  quem sabe,  por puro orgulho típico dos maus políticos que "verminosos" pelo poder são capazes de negociar a propria alma com o diabo.

Quanto aos cortes na própria carne,  ou seja,  servir de exemplo de cidadania como disse outro deputado petista "o brasileiro pode pagar um pouquinho mais de imposto para salvar o Brasil", pois não é que Dilma Rousseff resolveu fazer sua "obra de caridade" doando o dízimo,   ou seja, dando de esmola aos cofres públicos 10% de seu salário e de pouco mais de duas dezenas de seus ministros!? Que dinheirama heim!  Certamente é tão pouco ou porque não dizer "NADA" quando o assunto são as regalias que o mais simples cargo de vereador pode oferecer àqueles que antes das eleições afirmam querer ser empregados dopovo e a eles servir.  Quanta hhipocrisia,  mas é esse o perfil do político profissional no país de tolos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário