quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Nesta sexta-feira (13), a cidade de Aracati recebe a Conferência

O encontro visa interiorizar as políticas públicas já existentes e por meio dos
debates criar propostas para futuras políticas públicas que atendam as demandas da população da região.  ""Esperamos, como temos visto nas outras etapas, uma participação de  toda a diversidade de pessoas, instituições e movimentos que se propõem a defender a dignidade da pessoa humana. O município de
Aracati é um dos poucos no Ceará que possuem uma Coordenadoria de
Direitos Humanos e creio que isto será um diferencial nesta  conferência", destaca o coordenador Especial de Políticas Públicas dos
Direitos Humanos, Demitri Cruz.

A Conferência Regional Unificada Direitos Humanos, LGBT e Mulheres já  passou pelas cidades de Sobral, Itapipoca e Crato. Tendo o formato adaptado à necessidade do público presente. O engajamento da população
tem sido diferenciado em cada localidade, já que cada região tem uma forma própria de debater os direitos.

Para Narciso Júnior, coordenador Especial de Políticas Públicas para  LGBT, o público LGBT demonstrou, nas cidades pelas quais a conferência  já passou, bastante entusiasmo e conhecimento na elaboração das  propostas. " O tema da conferência nacional LGBT é 'Por um Brasil que  criminalize a violência contra Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e
Transexuais'.

Nas conferências regionais estamos convidando o público a pensar em um Ceará que criminalize a violência contra a população
LGBT e estamos tendo um retorno muito positivo", ressalta.

Os grupos de trabalho são divididos por segmentos: Direitos Humanos,  Mulheres e LGBT e em cada um deles são discutidas propostas relativas a cada política pública. Para Camila Silveira, coordenadora Especial
de Políticas Públicas para Mulheres, as conferências oferecem a oportunidade de também alertar sobre os canais de denúncias contra a violação de direitos.

"Conhecemos esse processo de violência que acontece nas regiões.  Queremos que as mulheres possam denunciar e reconhecer essas violações de direitos humanos. Queremos libertar, acolher e proteger nossas
mulheres, essa também é a nossa prioridade", conclui.


Os delegados eleitos de cada região serão convocados para a  Conferência Regional dos Direitos Humanos que acontecerá nos dias 22   e 23 de janeiro, em Fortaleza.


Calendário de conferências regionais:

21/11- Fortaleza
28/11 - Redenção


Ana Carolina Carvalho
Jornalista

Coordenadoria Especial de Políticas Públicas dos Direitos Humanos - COPDH
Silva Paulet, 334
Telefone: (85) 3133.3717 / (85) 3133.3717
CEP: 60.120-020
Fortaleza- Ceará

Centro de Referência em Direitos Humanos do Governo do Estado do Ceará - CRDH
Dom Pedro II , 100
Telefone: (85) 3101.2960 / (85) 3101.2998
CEP: 60.763-220
Fortaleza - Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário