domingo, 1 de novembro de 2015

Que leis são essas? Continuam envenenamento de animais na praia de Quixaba em Aracati.

Pouco mais de um mês após denúncias da matança de cães e gatos na praia de Quixaba, lamentável história se repete. O criminoso é outro e mais astucioso, pois, ele confessa a todos inclusive na presença de policiais que “tinha colocado veneno para os animais e quem tiver seus bichos que prendam”. Mesmo questionado por Jaqueline que é moradora e líder da comunidade, ao avisar que chamaria a polícia, o indivíduo respondeu que "comia a bronca".

Donos dos animais e vizinhança presenciaram a ação da polícia na abordagem que levou André Alves Araújo à delegacia quando foi detido. Moradores da comunidade acompanharam o caso e atestam que o crime foi registrado mas ele (o assassino) foi liberado. Os moradores indignados comparecerão à Unidade de Segurança Integrada de Aracati – USI – na próxima terça-feira (03/11) acompanhados de um advogado e representantes da Associação de Proteção aos Animais de Aracati – APADA – quando será aberto um TCO e o caso encaminhado à justiça. 

A falta de leis severas encoraja delinquentes a cometerem os mais variados tipos de crimes neste país onde a corrupção e impunidade são os maiores atrativos. Nesse novo caso da matança em série, o elemento sequer precisou ter trabalho de ocultar as provas dos crimes chegando a confessar na presença de populares e dos policiais.

Gato ainda agonizava no quintal do assassino


Leia o relato de Jacqueline Gomes em seu Facebook:


“URGENTE! Caros amigos e comunidade da Quixaba. Infelizmente nossa Comunidade está sendo visitada como também abrigando muitos maus elementos, que aqui vem se abrigar e cometer vários tipos de delitos. Ontem houve um assalto no mercadinho. Hoje Oito (08) gatos foram envenenados e dois ainda estavam no quintal do assassino. Há duas semanas Três (03) homens alugaram a casa de Linda, onde a Clea é a responsável pelo imóvel. Esses elementos, colocaram veneno e desde sexta feira que morre gato. Hoje ele dobrou a dose. Foram oito. Moradores e proprietários dos animais me chamaram para presenciar a crueldade. Vi com meus olhos e tratei o cão de Sandoval que tinha apenas cheirado o gato e também apresentava sintomas de envenenamento. Fui perguntar ao elemento porque ele tinha feito isto com os animais. Ele nem se quer omitiu, confessou rindo que tinha colocado veneno chumbinho e quem tiver seus animais que prenda. Acontece que os animais principalmente gatos são livres e toda comunidade respeita. Vem uns forasteiros determinar a matança de animais de estimação. Hoje a lei de crime ambiental é severa e pune. Eu disse que ia chamar a polícia e o mesmo respondeu que "comia a bronca". Audacioso e com aspecto de marginal, continuava a falar sendo o tal acima da lei. A vizinhança e eu ficamos revoltados. Convoco a comunidade de Quixaba a unirmos força e exigir a saída dessa gente da nossa Pacata vila. Má pessoas chegam aqui para perturbar a paz e provocar crimes graves, contra a vida dos animais. Sujeitos assim são capazes de tudo... A praia da Quixaba tem como renda a pesca e o turismo este abalado pelos fatos ocorridos. O criminoso que matou o cão queimado está sendo julgado na justiça e este caso também vai ser julgado e punido. Além disso não queremos este tipo de pessoas no nosso convívio. Está Comprovado! este elemento é frio como todos que usam da prática do crime ambiental. O caso já foi encaminhado para a delegacia e da associação APADA defesa animal, que levará adiante mostrando a todos que este tipo de crime tem punição. Queremos justiça e a saída desses elementos da Quixaba. Amigos compartilhem. A força da internet a favor do bem”


RELEMBRANDO O PRIMEIRO CASO

Na primeira quinzena do mês de setembro de 2015, moradores da pacata praia de Quixaba em Aracati denunciavam chocados com a forma cruel como o indivíduo Eduardo Diniz foi denunciado junto a delegacia regional de polícia civil do município, como o homem de Quixaba que teria envenenado mais de quarenta animais entre cães e gatos naquela comunidade.  
Cão envenenado e enquanto agonizava, criminoso ateou fogo
ao animal. Dono do animal flagrou a cena
Somente ‘Joãozinho’, que é morador da comunidade afirmou que teve três de seus cães vítimas do cruel "Serial Killers Dogs", quando o mesmo chegou a presenciar o último envenenado e parcialmente carbonizado pelo assassino. O suspeito prestou depoimento ao delegado Dr. Tony no dia 23/07 e teve o inquérito encaminhado à justiça da comarca de Aracati.

Nenhum comentário:

Postar um comentário