domingo, 20 de dezembro de 2015

Medicos questionam gastos da prefeitura com réveillon diante crise na saúde

O Sindicato dos Médicos do Ceará (Simec) pediu, na sexta-feira (18), o cancelamento do Réveillon de Fortaleza, criticando os gastos com a festividade enquanto falta recursos para a compra de insumos básicos na rede de saúde da Cidade. A gestão Roberto Cláudio (PDT) anunciou a contratação de 11 atrações para o Réveillon 2016, incluindo Luan Santana e Wesley Safadão.

O SIMEC questiona a prioridade dos gastos públicos da Prefeitura, que, mesmo diante da crise na saúde do município, não poupa gastos para a virada do ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário