terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Reportagem do CQC é agredida em Paraty (RJ). Prefeito assistiu a tudo e não tomou nenhuma providência

O repórter agredido desabafou em seu twitter 
Durante gravação de matéria na cidade de Paraty (RJ), uma equipe do programa "CQC" foi agredida dentro da prefeitura da cidade e na presença do prefeito. A equipe  do programa tinha como missão investigar uma denúncia de descaso na fiscalização de um acidente na estrada que liga a cidade à praia de Trindade. A tragédia matou 15 pessoas e deixou outras 66 feridas. Depois de gravar imagens do veículo e conversar com parentes das vítimas, a equipe do CQC formada pela produtora Fernanda Rodrigues, o repórter Erick Krominski e o cinegrafista Pedro Melão tentaram entrevistar o prefeito, porém sem sucesso, sendo impedidos pela assessoria de imprensa.


Foi muito bate boca entre o assessor de comunicação que ameaçou mandar prender o repórter inclusive chegou a acionar os policiais militares que ficaram próximos ao repórter.  Em determinado momento chegou a informação que o prefeito Carlos José Gama Miranda (PT) receberia apenas o repórter e o cinegrafista, e assim que os profissionais adentraram ao gabinete do prefeito, 'a porrada comeu de esmola',  Em sua narrativa, o repórter falou que os agressores estavam desligando os equipamentos de filmagem, levaram a bateria da câmera meio aos empurrões e puxões. As imagens confirmaram o prefeito sentado estava e sentado ficou, fingindo nada saber negando sua determinação para não receber a equipe, porém, estava na sala e não fez nada mesmo sendo testemunha ocular das agressões aos membros da imprensa.

O agressor que desligou fiação do equipamento e retirou a bateria acreditando ser uma fita com as imagens feitas pela reportagem, segundo a produção do programa, seria um ex secretário de obras de Paraty que chegou a ser filmado dentro do gabinete do prefeito bastante nervoso e agressivo. O repórter Erick Krominski destacou a imagem do agressor que seria dono de vários postos de combustíveis e responsável por várias obras no município. 

A matéria foi finalizada do lado de fora da prefeitura com uma bateria reserva. O repórter não teve ferimentos, já a produtora Fernanda voltou com uma marca de machucado no braço. A reportagem foi exibida nesta segunda-feira (21), no último programa ao vivo do "CQC", que, segundo a Band, só deve voltar em 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário