sábado, 13 de fevereiro de 2016

Carnaval em Aracati a cada três meses e Hospital Maternidade fechando as portas

Ilustração extraída do falarn.com
No município de Oliveira-MG, há 160 quilômetros de Belo Horizonte, a população fez protesto e impediu aumento dos subsídios dos vereadores que pretendiam aumentar em cerca de 60% seus vencimentos, ou seja, dos atuais R$ 3.450,00 para R$ 5.064,00. Mais de 2.000 assinaturas foram colhidas na cidade propondo redução para R$ 1.200,00. A pressão popular deu tão certo que os vereadores reduziram para apenas um
salário mínimo para o vereador, além de diminuir em 50% os subsídios do prefeito, vice e secretários municipais.

Aqui em Aracati a cultura popular é outra. Além da população não fazer nem questão de saber que um vereador recebe mais de R$ 8.000,00 por mês, aqueles que sabem acham muito normal. Pode faltar saúde (Hospital Santa Luísa para fechar as portas), HMED com rachaduras que pode ter comprometido a estrutura de todo o prédio, organização dos entes públicos, limpeza de qualidade, dezenas de obras inacabadas... pode faltar tudo, exceto festas. E por falar nisso!!! Que tal um carnaval a cada três meses já que NOTICIARAM que CARNAVAL da forma como vem sendo feito é INVESTIMENTO na justificativa de NÃO acatarem a recomendação do Ministério Público pela diminuição de gastos? Quem sabe assim, os interessados nesse tipo de festa de forma amadora realizada no Aracati afastasse de vez a crise que demite, baixa salários e deixa o comércio parado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário