quinta-feira, 26 de maio de 2016

Comunidade em Aracati divide um poço de água barrenta com animais e humanos

Manhã de quarta-feira (25/05) fomos até a comunidade de Baixio atender solicitação de moradores que há meses sofre com a ausência d'agua. Dona Carmosita, uma senhora idosa da comunidade, empurra carro de mão com galões de plástico vazios por cerca de quase trezentos metros até chegar a um poço de água barrenta que está servindo para todo tipo de uso, exceto o consumo para beber, pelo menos por enquanto.

Rosilene da Silva reclama que além de não ter água nas torneiras, a CAGECE não esquece de mandar a conta e até ameaçar de cortar o fornecimento como se
esse existisse. Rosilene reclamou também sobre a falta de ação de duas associações pela inoperância em não trabalhar em prol dos interesses da comunidade.

Rosilene desabafou ainda que a prefeitura de Aracati conjuntamente com seu coordenador das associações que é da própria comunidade, conseguem levar carros pipa apenas para os conhecidos e assim desprezando os demais.

O poço que serve para retirada de água em filas de carroças é dividido para atender ao consumo humano e no local, dar de beber e banhar os animais que também sofrem pela falta d'agua.


Falaram também do excesso de lixo espalhados pela comunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário