sábado, 7 de maio de 2016

Justiça bloqueia R$ 340 mil relacionado a dívida com servidores em Aracati

Ítalo Pedrosa é diretor da Vara do
Trabalho de Aracati-CE.
Foto: Emaciel Rodrigues
Uma dívida trabalhista impetrada na Vara da Justiça do Trabalho de Aracati-CE, em valor de trezentos e quarenta mil reais (R$ 340.000,00), foi bloqueada por força de decisão da justiça pelo Juiz titular da Vara do Trabalho de Aracati, Robério Maia de Oliveira em desfavor do Governo Municipal de Aracati. A dívida é referente a reclamação trabalhista de cinquenta servidores da saúde que no ano de 2007 ficaram sem receber o pagamento relacionados e devidos aos servidores reclamantes.

Os credores resolveram através de uma ação coletiva trabalhista, cobrar na justiça, o que lhes era de direito, então, resolveram recorrer ao SIND SAÚDE contra a administração do ex prefeito Expedito Ferreira da Costa.

Conversando com Ítalo Pedrosa Vasconcelos, que é diretor da secretaria da
Vara do Trabalho de Aracati, ele falou que; “desde 2007 que o processo tramitava na justiça, mas que agora chegou ao fim não cabendo mais recurso”. Ítalo disse ainda que “a justiça encaminhou todas as notificações e decisão judicial, solicitando que a atual gestão, cumprisse depositando o valor devido para que fosse feito o pagamento dos servidores reclamantes, porém, durante o prazo legal de 60 dias dados para que a prefeitura o fizesse através de prévio conhecimento da procuradoria do município, não houve qualquer resposta, então, vencendo o prazo, a Vara do Trabalho providenciou o requerimento do bloqueio bancário que totalizassem o valor a ser recolhido, independentemente de serem recursos estaduais ou federais”.


A expectativa é que ainda na próxima semana todos os servidores recebam seus devidos valores, podendo a chegar entre R$ 6.000,00 a R$ 7.000,00 cada um.

A Justiça do Trabalho da 7° Região / Única Vara do Trabalho de Aracati fica situada à Rua
Coronel Alexanzito, 503 - Centro CEP 62.800-000 Aracati-Ceará

Telefone: (88) 3421-4302
E-mail: varaara@trt7.jus.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário