sábado, 9 de julho de 2016

“Do fundo do meu coração, eu os perdoo”, diz sargento baleado por bandidos em Quixadá

O Sargento João Alves Campos, que foi baleado com um tiro de fuzil na perna esquerda durante confronto com membros de um bando fortemente armado, em Quixadá, na quinta-feira, 30 de junho, fez um longo desabafo em seu perfil, numa rede social, no qual surpreendeu a muitos ao dizer sobre os bandidos: “Do fundo do meu
coração, eu os perdoo”.

*Sargento que foi baleado em confronto ofereceu perdão aos bandidos que mataram três PM’s em Quixadá

Campos descreveu sua impressão acerca dos bandidos da seguinte forma: “Indivíduos que infelizmente perderam o maior sentimento deixado por Jesus aos homens dessa terra, O AMOR, e passaram a pensar que o único intuito dessa vida é ter carros importados, mansões, objetos em ouro, na verdade ostentar poder e riqueza, porém, não às custas do trabalho, do seu suor, mas as custas da dor de várias pessoas, do choro de amigos e familiares.”

“O verdadeiro sentido da vida é crescer espiritualmente e seguir os ensinamentos do nosso irmão Jesus”, diz o militar. Ele afirma, também, que é possível ser feliz com coisas simples, tais como o apreço pelos filhos, e que ninguém deveria viver pensando apenas em lucros materiais.

PERDÃO CONCEDIDO AOS BANDIDOS

“A vocês que assassinaram 3 irmãos meus de farda, aterrorizaram 2 irmãos quando os fizeram reféns e me deixaram acamado, tudo por conta da ganância pelo dinheiro, eu só tenho uma coisa a dizer: EU DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO PERDOO-OS, porque os senhores são apenas espíritos que infelizmente estão perdendo a oportunidade de evoluir espiritualmente por conta da ganância pelo dinheiro”, disse o Sargento aos criminosos.

Ele ainda diz que não sabe quem são os criminosos que o balearam e que mataram seus irmãos de farda, e os incentiva a procurar um futuro diferente, decente, para suas vidas. As palavras do Sargento oferecendo perdão aos bandidos, tem gerado vários comentários nas redes sociais, a maioria deles elogiando o espírito positivo do militar.

Fonte: Monolitos Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário