quinta-feira, 21 de julho de 2016

Governador Camilo quer resultados da SSP contra o crime no CE

Cúpula da SSPDS vai a Quixadá acompanhar investigação de triplo homicídio, mas sentimos ausência do efetivo trabalho na investigação da morte dos 3 policiais.

Na tarde de ontem, foi noticiado que a cúpula da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) esteve em Quixadá, para acompanhar pessoalmente as investigações de assassinato do empresário Veridiano Cabral; seu filho, identificado como Sadoque, e um advogado, identificado como Dr.José Filho.

De acordo com o Jornal O Povo, o Secretário de Segurança
Pública e Defesa Social do Estado, Delci Teixeira, o Delegado-Geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, e o Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Giovani Pinheiro estiveram presentes na reunião que traçou as estratégias para resolução desse triplo homicídio, e também ideias para diminuir a criminalidade na região.

A Associação dos Cabos e Soldados Militares do Ceará não está vendo a mesma dedicação da cúpula da Segurança Pública na investigação do assassinato dos 3 policiais militares que ocorreu em Quixadá, até o momento somente 3 bandidos que participaram da ocorrência em Juatama foram capturados, 1 deles morreu,

De acordo com o Deputado Estadual Capitão Wagner, o mandante desse caso dos 3 policiais foram a família Pipoca e até o momento não estão presos, de acordo com a delegada Ana Cláudia Nery, o empresário Veridiano respondia por homicídio e, junto ao filho, também respondia a inquérito sobre lavagem de dinheiro, sites de Quixadá divulgam que o advogado também estava envolvido com irregularidades.

De acordo com Ana Cláudia, duas linhas de investigação são possíveis: rixa entre organizações criminosas, mais especificamente em relação a uma discussão entre Sadoque e o filho de um criminoso pertencente à quadrilha dos pipocas, que atua na região; ou retaliação ainda por causa da morte de três policiais mortos em junho, lembrando que os Pipocas também são suspeitos de participarem do assassinato do Sargento Guanabara, do Cabo Joel e do Soldado Antonio Filho.

A ACSMCE pede para que o Governador Camilo Santana junte todas as forças possíveis para investigação dos membros dessa quadrilha que aterroriza os cidadãos de Quixadá e região, que são responsáveis por diversos crimes, inclusive com poder político dentro da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário