terça-feira, 12 de julho de 2016

Merenda Escolar. MPE conclui que houve rombo de um milhão de reais na prefeitura de Russas

Foto DIVULGAÇÃO -  TVR
Os promotores de justiça Dionísio, de Melo Junior, titular da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Russas e Virgínia Navarro Fernandes Gonçalves, ambos integrantes do Núcleo de Tutela Coletiva (NUTEC) da 4ª Unidade Regional do MPCE, com sede em Russas, apresentaram detalhes das investigações, encerradas no último mês de maio.

Um prejuízo aos cofres públicos da ordem de R$ 1 milhão.  Este é o tamanho do rombo deixado por uma quadrilha que, conforme o Ministério Público Estadual (MPE), atuou praticando fraudes em processos de licitação para a compra de alimentos destinos à merenda escolar das escolas do Município de
Russas (a 163Km de Fortaleza).  O grupo criminoso se instalou dentro da Prefeitura.O atual prefeito do Município, Raimundo Weber de Araújo, teria praticado crime de improbidade administrativa, pois, de acordo com o MPE, sabia de tudo o que estava acontecendo e nada fez para impedir o desvio das verbas.

Seu cunhado, Cícero Cristiano Torquato de Sousa, seria o chefe da quadrilha. No total, pelo menos 10 pessoas foram denunciadas pelo crime e tiveram prisão requisitada à Justiça. Algumas delas já haviam sido detidas temporariamente no decorrer da investigação, que teve início no ano passado. Entre os denunciados está a ex-secretária de Educação do Município, Morlânia Chaves.

Empresas

De acordo com os promotores que investigaram o caso, os processos de licitação para a compra dos alimentos eram fraudados com o objetivo de favorecer sempre as mesmas empresas em detrimento das demais concorrentes nos certames ocorridos entre 2014 e 2015. São elas: Comercial Alves (Bruna Alves Castro de Sousa-ME) e N.R.de Lima-ME.

Cícero Torquato foi denunciado por vários crimes, entre eles, o de lavagem de dinheiro, fraude em licitação e falsidade ideológica.

O processo criminal - já com a denúncia formulada pelos promotores de Justiça, Dionísio de Melo Júnior; Virgínia Navarro Fernandes Gonçalves, Davi Carlos Fagundes Filho e Venusto Cardoso de Lima, e acompanhamento de Emanuel Epaminondas – segue para tramitação na Segunda Vara da Justiça da Comarca de Russas.

Fonte: Ceará News

Nenhum comentário:

Postar um comentário