sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Canoa Quebrada Urgente! Moradores revoltados com crime ambiental praticado pela CAGECE

água potável transborda por
horas levando água doce
para o mar destruindo
as falésias
ATENÇÃO! 
CAGECE pratica dois crimes ambientais em Canoa Quebrada. Desperdiçando constantemente água potável e destruição de falésia, pela passagem de água doce para o mar. 

Unanimidade! É o que se vê quanto a opinião e críticas sobre atuação da CAGECE em Canoa Quebrada. Após denúncias formuladas e propagadas amplamente pelas redes sociais e pela imprensa em Aracati, a direção do órgão chegou a realizar uma reunião com os moradores de Canoa e Estêvão no dia 20/08 na comunidade. 

(Fotos: Sandro Guimarães)

De início, os representantes da Cagece  informaram que "o motivo da descontinuidade no abastecimento de água dar-se as constantes quedas de energia", o que seria da responsabilidade da COELCE, inclusive, seus diretores teriam sido convidados por um vereador, mas, nenhum deles compareceu ou justificou motivo da ausência na audiência que contou com a presença; representantes da CAGECE (Srs Jovenildo, Tarciano e o gerente Regional Sr. Tancredo), Secretaria de Obras e Infraestrutura (Otávio), assistente do Secretário de Turismo Municipal (Sra. Cristiane). 

Alem destes, participaram a Associação dos Hotéis e Pousadas de Canoa, Associação de Moradores dos Estêvão, membros do Fórum Comunitário de Aracati, Conselho Comunitário de Canoa Quebrada, alguns empresários e moradores da Comunidade.

Os representantes da CAGECE constantemente estavam mais preocupados em transferir a culpa à COELCE, e uma das alegativas seria; "o vazamento ocorre pelo transbordamento dos reservatórios e que ocorre em função da falta de energia elétrica, onde as bombas param de bombear e o reservatório extravasa, ou seja, a situação também é problema do Coelce", afirmou o gerente regional da Companhia de Água e Esgoto do Ceará, Sr. Tancredo.

O gerente regional informou que "o reservatório de água em Canoa Quebrada comporta somente 50 mil litros de água e é insuficiente para a população,muito menos quando o número de pessoas duplica por causa dos finais de semana e feriados, eque a Cagece iniciou um projeto para um reservatório com capacidade para 200 mil litros que seria suficiente, mas a comunidade não aceitou o local para a construção". O Sr. Tancredo informou ainda que;  "a obra está parada por falta de recursos e mudanças no governo federal"

DENÚNCIA

Um líder da comunidade informou que não permitiram a construção de um reservatório maior, porque "o terreno que foi adquirido e pago pela CAGECE, seria em outro endereço, ou seja, desapropriaram um terreno de uma pessoa (por R$ 500 mil), mas a construção do novo reservatório seria construído em outro local, inclusive sendo em área localizada de propriedade do próprio estado, o que seria um absurdo"

A comunidade denuncia também que "três dias após a reunião, a estação estava transbordando novamente e fica horas escorrendo água doce para o mar, mesmo após tanta insistência quanto a dimensão do problema"

Foto Reprodução de vídeo postado
por morador de Canoa Quebrada
NÃO DÁ MAIS PRA ESPERAR

No dia 25/08, Mariana ribeiro compartilhou vídeo e foto pelas redes sociais denunciando mais uma vez o problema e conclamando a população que não ficassem somente nas reclamações na comunidade. Que procurem o MP-CE e a agencia reguladora (ARCE) levando o caso as autoridades através dos órgãos representantes.

LEIA ABAIXO

Estamos há dias convivendo com a falta d'água por conta de problemas com a CAGECE!!!
O que ela está cometendo é CRIME AMBIENTAL!!! 

E é nosso dever, como cidadãos, buscar meios de denunciar essa falta de respeito com a comunidade e o meio ambiente. Qualquer pessoa munida de documentos por ir até à Promotoria (se tiver fotos ou vídeos melhor). O MP ingressará com uma ORDEM e não com um PEDIDO de reparo. Não precisam ter medo de procurar a Justiça... isto é o correto!
Há pessoas trabalhando lá para isso, mas se a gente não
denunciar, como vão saber o que está acontecendo?!

A Promotoria fica na Rua Grande (próximo a clínica Ortofísio). Funciona de segunda a sexta, das 08:00h às 14:00h

Podemos também:
Opção 2: Ligar para delegacia reguladora de serviços públicos da CAGECE: 0800 2753838

Opção 3: Enviar E-mail para ouvidor@arce.ce.gov.br


DENUNCIEM!!! QUANTO MAIS PESSOAS RECLAMAR, MELHOR!!!!!

* Texto publicado pelo Facebbok por Mariana Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário