sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Seis políticos assassinados no Ceará em 2016.

Vereadores e candidatos foram executados no Interior. Manoel Paulino, vereador, morto em Paraipaba José Valmir, vereador, morto em Aiuaba    
Cláudio Nogueira era candidato em Quixeraramobim, Antônio Chagas, morto em Catarina
José Marcondes, vereador, morto em Itarema   Élbio, vereador, morto em
São João do Paraipaba

Seis vereadores e ex-vereadores, além de candidatos ao cargo, foram assassinados no Interior do Estado Ceará em 2016. Dos seis homicídios, pelo menos, em quatro deles as autoridades já concluíram que a motivação foi política. O mais recente caso ocorreu no Município de Aiuaba, cidade que, neste momento, conta com reforço policial por determinação do Tribunal regional Eleitoral (TRE).

O primeiro crime ocorreu no dia 4 de janeiro, quando o empresário e vereador do Município de Itarema, no litoral Oeste do estado (a 210Km de Fortaleza), José Marcondes Rodrigues (PRB), foi assassinado, a tiros, na Praia de Almofala, ao reagir a um assalto. A Polícia comprovou que não houve motivação política neste caso.

O segundo crime teve como vítima o vereador Antônio Chagas de Oliveira, 48 anos, filiado ao PTB. Na noite de 13 de abril ele foi assassinado, a tiros, durante uma discussão política na porta de um bar na cidade de Catarina, na Região dos Inhamuns (a 394Km da Capital). Dias depois, a Polícia prendeu o assassino, Maike Evangelista Nascimento.

No dia 31 de julho, o vereador e ex-presidente da Câmara dos Vereador de Paraipaba (a 115Km de Fortaleza), Manoel Paulino Cavalcante, 62 anos, filiado ao PDT, foi morto a tiros na porta de casa, naquela cidade do Litoral Oeste do Estado. O crime teria sido uma vingança e não teve conotação política.

O quarto político assassinado neste ano no Ceará foi o também policial civil (inspetor) e candidato a vereador pelo Município de Quixeramobim, José Cláudio Nogueira, 51 anos,  filiado ao PSB. O crime ocorreu na noite de 20 de agosto, na zona rural do Município de Senador Pompeu (a 273Km de Fortaleza). O caso está sendo investigado e a Polícia suspeita de uma vingança.

Na manhã do dia 5 de setembro, o vereador e candidato à reeleição José Elbio de Almeida Chaves, 39 anos, o “Elbinho”, filiado ao PPS, foi morto, a tiros de escopeta calibre 12 e pistolas,  por pistoleiros na cidade de São João do Jaguaribe (a 220Km de Fortaleza).  A Polícia desconfia de que o crime foi motivado por disputa política na região.

E na noite do último sábado (24), o vereador e candidato à reeleição em Aiuaba, na Região dos  Inhamuns (a 430Km da Capital), José Valmir de Sousa, 58 anos, filiado ao PSDB, foi morto, a tiros, por dois pistoleiros no momento em que deixava o palanque onde participara de um comício na localidade de São Nicolau, na zona rural daquele Município. Logo em seguida, um filho dele matou um dos assassinos e feriu o segundo.  O crime teve motivação política.

FONTE: BLOGUE DO  FERNANDO RIBEIRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário