terça-feira, 4 de outubro de 2016

Adolescentes torturam e planejam o assassinato de amiga em crime assustador

Quatro menores, entre 13 e 16 anos, chegaram a cavar uma cova no fundo da residência de uma das garotas para enterrar corpo de rival. Ação foi filmada pelo quarteto

Segundo matéria publicada no Jornal Opção um crime bárbaro envolvendo cinco adolescentes chocou a população de Trindade no início desta semana. Motivadas por ciúmes, quatro meninas, entre 13 e 16 anos, torturaram e tentaram matar outra jovem, de 14 anos, na última semana, no município. As menores chegaram a cavar uma cova no fundo da residência de uma delas para enterrar o corpo da rival.

Os detalhes da ação foram repassados ao Jornal Opção pela titular da
Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Trindade, Renata Vieira. Conforme a delegada, as meninas teriam se reunido na última terça-feira (27/9) para tratar detalhes e definir as funções de cada uma no crime.

Dois dias depois, na quinta-feira (29), usando o pretexto de uma falsa festa, as adolescentes atraíram a jovem até a casa de uma delas, quando teve início a sessão de tortura. As menores usaram martelo, pedaços de pau e até um facão para torturar a vítima, que teve dez cortes na cabeça e três nas costas. A vítima chegou a ter o aparelho dentário retirado à força de sua boca por uma faca.

“Também colocaram um absorvente usado na boca da jovem até que ela vomitasse. Foram desferidos murros e socos contra vítima, sem possibilidade de defesa”, acrescentou a delegada. Toda a ação foi filmada e registrada por uma das adolescentes. À polícia, elas afirmaram que queriam “assistir para comemorar depois”.

“Elas estavam esperando apenas a quarta jovem chegar para matar a vítima, que, em um momento de sorte, conseguiu fugir do local e, mesmo ferida, pediu ajuda de um vizinho”, contou a delegada.

Após conseguir fugir, a adolescente procurou a polícia e relatou o caso. As jovens foram encontradas dois dias depois e presas em flagrante. Elas confessaram o crime, narraram com riqueza de detalhes toda a ação e não se mostraram arrependidas. “Chegaram a dizer que seria um bem à sociedade se ela tivesse sido morta”, contou a delegada.

Para a polícia, o crime foi mesmo motivado por ciúmes e inveja. Conforme apurado, a vítima daria uma festa de debutante no final do ano e teria convidado o ex-namorado de uma das autoras para participar da festa, o que teria causado a ira das adolescentes.


As quatro menores seguem apreendidas na tarde desta segunda-feira (3) e estão à disposição do Poder Judiciário. Elas responderão por tortura e tentativa de assassinato. Segundo a delegada, as meninas devem ser internadas em um centro de internação social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário