sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Após eleições, universitários de Beberibe vivem dias de caos para viajarem à Aracati, Cascavel e Fortaleza

mais de 500 estudantes estão sendo
prejudicados com o corte dos
transportes dos universitários
Através de contato com universitários do município de Beberibe, o Portal de Notícias Aracati em Foco foi informado que há duas semanas foi realizada uma sessão na Câmara Municipal de Beberibe em busca de apoio dos Edis para tentarem resolver a grave situação em relação ao corte nos transportes dos universitários que deixaram de seguir para faculdades em Cascavel, Fortaleza e Aracati.

Um aluno que prefere não ser identificado afirma que para a FVJ em Aracati saiam quatro ônibus diariamente, hoje apenas um. “São 179 universitários que seguem do centro até Aracati, mas com esse corte e com apenas um transporte, muitos alunos estão cedendo vagas para aqueles que precisam
fazer provas”, completou.

Informações publicadas no portal do G1.CE com manchete; “No CE, alunos protestam contra corte de ônibus gratuito até universidade” informa que, “Em Beberibe, cerca de 264 universitários cadastrados estão prejudicados e que a Secretaria de Educação promete uma reunião com e comissão de alunos”, mas, os estudantes garantem que a secretaria passou dados errados ao telejornal.
diretores da FVJ prestam solidariedade aos estudantes
Segundo os universitários, o apoio necessário para pressionar o município, foi em vão. Na tarde de quinta-feira (13), estudantes foram até a Câmara Municipal acompanhar as discussões sobre o assunto, mas a sessão foi encerrada e houve protestos, “Até diretores da Faculdade do Vale do Jaguaribe compareceram a reunião na câmara solidários com nossa causa, afinal Beberibe está deixando sem condições de estudo, cerca de 880 alunos tanto da sede quanto das comunidades”, disse Lucas. 
manifestação frente a prefeitura de Beberibe
Nesta sexta feira (14), estudantes marcharam pelas ruas de Beberibe em protesto com apitos, faixas e cartazes até a Prefeitura Municipal. Os principais alvos do manifesto eram contra a prefeita Michele Queiroz, o secretário de educação Antônio Ribeiro e o secretário de transportes Joatan de Paula.

Os alunos alegam que tudo piorou logo no dia seguinte ao resultado do pleito eleitoral, quando a prefeita Michele Queiroz (PP) com 16.308 votos perdeu a disputa eleitoral para o Padre Pedro (PSD) que conseguiu 18.362 dos votos válidos.

“Estamos desesperados com o que estão fazendo conosco, a prefeitura cortou os ônibus que levavam os alunos às faculdades e lançaram uma nota dizendo que está tudo organizado, ainda mentiram para a imprensa falando que cerca de 264 universitários cadastrados foram prejudicados, mas na verdade são 880, também disseram que foi marcado uma reunião para o dia 24 com os universitários mas, isso não é verdade e a partir de agora tudo terá que ser resolvido através da justiça, pois não estamos vendo interesse e respeito pelos estudantes”, disse Gabriel.

Coordenadores que estão à frente do movimento disseram que o caminho agora é Defensoria Pública e Ministério Público, pois, nem com o presidente da Câmara podemos contar, relatou indignado outro estudante. “Tem alunos que estão praticamente morando em Aracati na casa de colegas, para não perderem provas a essa altura do semestre”, lamenta Lucas

Nota da Secretaria

Em nota, ao portal G1.CE, a Secretaria de Educação de Beberibe disse que o transporte gratuito de estudantes universitários para Aracati, Cascavel e Fortaleza continuarão até o fim do mês de outubro de 2016. Informou também que já está agendada reunião entre a secretaria e a comissão de estudantes para o dia 24 do corrente mês.


A secretaria reforçou ainda que desde 2013 os transportes eram gratuitos, chegando a mais de 20, sempre custeados pelo município, mas por causa da situação econômica, as rotas internas (aquelas que iam buscar os alunos em suas comunidades) foram suspensas e mantidas as que conduziam os alunos para as faculdades.

pela normalização do transporte universitário

Nenhum comentário:

Postar um comentário