sexta-feira, 21 de outubro de 2016

O último adeus ao conterrâneo Enio Carlos em Aracati, sua terra natal

Foto durante programa, extraído da internet
O corpo do apresentador da TV Diário e radialista Ênio Carlos (Ergamênio Viana Pinto, 51) foi velado na manhã desta sexta-feira (21) na Funerária Ethernus, em Fortaleza. Ainda no turno da manhã foi realizada uma missa no local. Por volta das 15hs o corpo chegava em Aracati, sua terra natal situada no litoral leste cearense.

Por volta das 17:20h o corpo do apresentador e radialista Ênio Carlos deixou a capela da Funerária Afago no centro de Aracati, acompanhado em cortejo em direção ao cemitério municipal São Pedro. Muita emoção envolvendo todos os familiares e amigos que prestaram o último adeus ao amigo Ergamênio. Amigos de infância, ex-colegas de profissão e da época escolar prestaram solidariedade a
viúva e as três filhas do casal e todos os familiares.

Foram momentos de comoção na cidade onde o comunicador nasceu e conviveu com amigos e atletas do esporte no futsal onde jogou sendo considerado grande atleta na categoria da bola pesada. Esposa e as três filhas (23, 14 e 4 anos), além dos pais, tios, irmãos, primos, sobrinhos e ex colegas de profissão quando atuava em Aracati estiveram nesse último adeus no plano terreno.

Ênio morreu aos 51 anos, nesta quinta-feira (20) em decorrência de um câncer cerebral. Ergamênio Viana Pinto assumiu o nome artístico “Ênio Carlos”, passou por várias emissoras de rádio e TV na capital onde morava desde que foi com sua esposa batalhar pelos seus sonhos e objetivos.

Trabalhava na TV Diário há 18 anos, desde sua fundação, em 1998. Há 6 anos trabalhava na Rádio Verdes Mares. Trabalhou ainda na rádio Assunção, Cidade AM, rádio FM e na extinta TV Manchete.

Após algumas indisposições durante seu programa, o apresentador realizou alguns exames médicos quando foi diagnosticado no fim de fevereiro deste ano com um tumor cerebral. “Foi uma verdadeira luta pela vida e apesar da gravidade, havia sempre uma esperança de recuperação para sua volta aos trabalhos”, disse Everton Viana, seu irmão a qual detinha grande afinidade e mesmo morando em Aracati, estava sempre com o irmão mais velho em Fortaleza acompanhando os tratamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário