sábado, 7 de janeiro de 2017

Multidão prestigia posse de Domingos Filho na Presidência do TCM

Centenas de pessoas lotaram o auditório do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para conferir a posse do conselheiro Domingos Filho na Presidência. Com um discurso de valorização da instituição e de crítica diante do posicionamento da Assembleia em aprovar a emenda constitucional extinguindo o Tribunal, Domingos Filho teve que interromper o discurso por
diversas vezes diante dos aplausos da plateia.

Domingos Filho sucede Francisco Aguiar na presidência do TCM. Tomaram posse também os conselheiros Manuel Veras na vice-presidência e Pedro Ângelo na corregedoria.

Entre as autoridades presentes estavam o ministro das Comunicações Gilberto Kassab; prefeitos e representantes de mais de 40 municípios; ex-gestores municipais; os deputados federais Domingos Neto, Moses Rodrigues, Vitor Valim e Raimundo Gomes de Matos; os deputados estaduais, Sérgio Aguiar, Capitão Wagner, Silvana Oliveira, Leonardo Araújo, Odilon Aguiar, Fernanda Pessoa, Carlos Matos e diversas autoridades.

Presidente do TCE da Paraíba, Artur Cunha Lima, Ministro Kassab, Presidente da Câmara de Tauá, Marco Aurélio, Ex-dep. Antonio Câmara, D. Mônica Aguiar, Domingos Filho, Ministro das Comunicações, Gilberto Kassab e ex-presidente do PSD-CE, Almicyr Pinto.

Representando as instituições responsáveis pela fiscalização e controle da aplicação dos recursos públicos, estiveram presentes, Artur Cunha Lima, Presidente do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, o ex-presidente do Tribunal de Contas da União, Ubiratan Aguiar, o Procurador Oscar Costa Filho, presidente da OAB-Ceará, Marcelo Mota, representantes da Procap e do Ministério Público Estadual e Federal.

Em seu pronunciamento do Presidente Domingos Filho fez uma memória da história do TCM, criado pelo ex-governador do Ceará, Raul Barbosa há 62 anos atrás e lembrou que atualmente é uma dos mais atuantes tribunais de contas do Brasil. Ele destacou as ações que fortaleceram a entidade e condenou a atitude da Assembleia e do Governo do Estado pela decisão de extinguir o TCM, que por força de uma liminar concedida pela Presidente do Supremo Tribunal Federal, Carmem Lúcia, recuperou todas as suas prerrogativas.

O presidente do TCM disse que lutará em até o fim, “seja em que campo de batalha for”, para garantir a permanência do órgão, a fiscalização da aplicação dos recursos públicos e o combate a corrupção.

Domingos Filho anunciou ainda como meta a transmissão ao vivo das sessões do TCM e maior agilidade no julgamento prévio dos prefeitos ainda no exercício de seus mandatos.

Diminuição dos recursos

Durante entrevista a imprensa antes da solenidade, o presidente do TCM falou sobre o corte de R$ 20 milhões no orçamento do órgão e disse que isso irá prejudicar o trabalho, mas que tentará na linha institucional recuperar aquilo que é de direito da instituição. Se não conseguir recorrerá mais uma vez a Justiça.

FONTE: BLOG DO WILRISMAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário