segunda-feira, 27 de março de 2017

Incidência de sífilis cresce 20% entre as gestantes nos dois últimos anos no Brasil

O número dos casos de sífilis em gestantes cresceu 20% nos últimos dois anos. A doença volta a preocupar o Ministério da Saúde. Segundo dados do Boletim Epidemiológico de 2016, entre os anos de 2014 e 2015, a sífilis adquirida teve um aumento de 32,7%.
A doença é causada pela bactéria Treponema pallidum e pode apresentar várias manifestações clínicas e diferentes estágios. Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior.

As autoridades do setor têm como foco diagnosticar os casos precocemente no início do pré-natal e encaminhar a paciente imediatamente para tratamento com
penicilina.
“A sífilis é transmitida pelo contato sexual ou da gestante para o feto em qualquer fase da gravidez ou da doença. Por isso, é essencial a realização do pré-natal”, alerta o médico Pedro Oliveira.

FONTE: TRIBUNA DO CEARA

Nenhum comentário:

Postar um comentário