quinta-feira, 30 de março de 2017

Rede TV, SBT e Record. Chantagistas midiáticos

É claro que também não descarto as razões das citadas redes de televisão, ao exigirem das operadoras de canais por assinatura, que estas paguem pelo sinal recebido pelo satélite, já que as operadoras Claro, Vivo, Sky e OI, também faturam na venda de seus pacotes quando incluem esses considerados básicos e essenciais para o consumidor.

Agora, em dizer que; RedeTV, SBT e principalmente a Record, já estão apelando desesperadamente para forçar a barra, tentando fazer da população anunciante, de fantoche ou isca nessa briga como massa de manobra a serviço dos canais que, a todo instante "choram" pela retirada de seus respectivos canais que brigam desesperadamente jogando a situação para o telespectador em tom de ódio pelo sinal, aí já é demais. Tudo isso, essa briga gananciosa, chega a abusar a quem possui o
mínimo de bom senso.

Ora, ora... Que o consumidor vai sair no prejuízo isso não resta a menor dúvida, assim como há uma certeza de que as operadoras que, antes disponibilizavam o serviço básico dos citados canais, terão grandes prejuízos, pois, creio que haverá uma grande evasão de clientes que irão migrar para os canais livres de pagamento de mensalidades e ainda poderão economizar com assinatura mínima em média de R$ 70,00 a R$ 180,00, bastando para isso, fazer o que fiz há tempos; "Cancelei o canal por assinatura, comprei uma dessas "antenas de recepção de canais livres", e assinei a Netflix por apenas R$ 21,00 (filmes, comédias e seriados aos montes). 

Resumindo; pagando a antena, tenho de graça a; Globo, Band, Rede Vida, Canção Nova, TV Senado, TV Brasil, Rede TV, SBT, Record, e Record News dentre outros canais de menor importância, porém também não preciso pagar, caso eu fique meio "abestado" e deseje ver canais de compras, religiosos, e até um monte de bois passando de um lado para outro...

Quanto ao consumidor? O que é que a Record quer que faça apelando até para o abusado Celso Russomano! Deixem de tanta apelação e façam como as operadores de TVs por assinatura. Deixe rolar, e cada um que tome suas providências, mantendo ou não suas assinaturas, entrando ou não na justiça, mas, parem de encher o saco senão, sequer o sinal livre (e chato) de vocês, eu e muitos também nem faremos questão de sintonizar essa programação brasileira nivelada por baixo

Sandro Guimarães
Jornalista/ MTE-CE 3040

Nenhum comentário:

Postar um comentário