terça-feira, 6 de junho de 2017

Bugueiro de Canoa Quebrada sofre queimadoras de segundo grau ao apagar incêndio em seu veículo

Foto postado por Matias
Freire em seu Facebook 
O fato ocorreu na madrugada de segunda para terça-feira na praia de Canoa Quebrada quando o bugueiro Matias Freire lutava constantemente para debelar o fogo em seu transporte usado para o trabalho de Buggy Turismo. 

Matias relata que "o incêndio foi criminoso e aconteceu porque ele teria postado umas verdades sobre sua luta até então como bugueiro clandestino". Isso, antes de passar pelas provas exigidas pela justiça em Aracati ainda ao final da gestão municipal passada. 

Tudo teria começado a partir de uma postagem feita em
seu Facebook nesta segunda-feira (05) quando a Matias Freire “passava um recado aos clandestinos que querem atrapalhar o buggy turismo em Canoa Quebrada e principalmente os que lhes perseguiram quando o mesmo não tinha o direito ao credenciamento”

Matias relatava também sobre as inúmeras confusões durante o ano passado entre alguns bugueiros credenciados e os "piratas", até que o município resolveu licitar 81 vagas. O denunciante relatou em seu Facebook que “naquela ocasião os bugueiros credenciados achavam que não deveria haver licitação porque 81 vagas para Canoa Quebrada eram muitas”,  e agora pergunta “se 81 vagas agora são poucas”!

O INCENDIO

Leia na íntegra o relato de Matias Freire;

“De ontem pra hoje tentaram tocar fogo no.meu buggy e fui tenta apagar e acabei levando queimaduras de segundo grau no rosto completo. Toda canoa sabe da minha batalha desde adolescente em canoa no turismo e sabe da minha honestidade do meu caráter e das minhas palavras verdadeiras. Mas infelizmente tem pessoas contrária que não gosta de ouvir a verdade é aparentando atingir um bem de trabalho que consegui com muito esforço. Canoa Quebrada sabe da minha vida não devo nada a ninguém, mas infelizmente tem muitas pessoas com inveja depois que consegui passar no buggy e consegui minha permissão. Tenho suspeitos, mas não irei citar nomes para não min comprometer até eu ter provas. Canoa e é pequena vai ser descoberto colocarei na mão de Deus. Obrigado pela força e o carinho de vcs”.


A população aracatiense e principalmente da internacional praia de Canoa Quebrada realmente espera que esse episódio não seja mais um estopim para a volta de novos conflitos envolvendo profissionais credenciados e não credenciados para a pratica do buggye turismo, pois, quem sairá perdendo será todos aqueles que dependem do trabalho e também que novos turistas não se tornem vítimas de tantos constrangimentos já vivenciados quando, muitos deles, até precisaram comparecer à delegacia do município. .

2 comentários:

  1. Violência gera violência.
    Hoje foi um amanhã outro, esquecem que isso é divulgado na mídia e traz uma imagem horrível para esses profissionais... Quem gostaria de fazer passeios com pessoas agressivas.

    ResponderExcluir
  2. 🙏🙌 paz para os trabalhadores do turismo vai da certo Deus vai de ajudar

    ResponderExcluir