quarta-feira, 19 de julho de 2017

Honestidade. "Bati no seu carro, me ligue... Sandro"

Um homem que bateu em um carro no último fim de semana, deixou um bilhete para o dono do automóvel pedindo: "me ligue".

O caso aconteceu em Itararé, no interior de São Paulo. O policial militar Cristiano Borges voltava de um jogo de futebol quando
encontrou seu carro, estacionado nos arredores do estádio, sem um retrovisor.
Como qualquer pessoa, ele ficou irritado, mas logo se surpreendeu quando viu no retrovisor do veículo um bilhete:
"Bati no seu retrovisor. Me ligue. Sandro. Telefone…"

O policial ligou, mas ninguém atendeu.
Ainda admirado com a atitude do autor do bilhete, Cristiano postou a foto do papel em seu Facebook.
O cartorário Sandro Moraes, autor do bilhete, viu o post, ligou para Cristiano e marcou um encontro.
Os dois acertaram rapidamente os detalhes do conserto do automóvel e a situação se resolveu da melhor forma possível.

A explicação
Também morador de Itararé, Sandro tinha deixado seu telefone residencial na mensagem, mas não estava em casa quando o policial militar ligou.
O homem que causou o acidente explicou que bateu no retrovisor ao desviar de um carro que vinha na direção contrária, em uma rua estreita.
Ele contou que decisão de deixar um bilhete com seu contato não teve nada de louvável.
"É a atitude mais normal possível, se fosse o contrário gostaria que a pessoa fizesse. Fiz o que gostaria que fizessem comigo", concluiu.
O post que fez os dois se encontrarem já foi compartilhado mais de mil vezes.

Compilado de Web Rádio do Bem
Com informações da UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário