segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Homens tidos erroneamente como sequestradores são vendedores de Russas

No sábado, 16, foi disseminado em redes sociais que sequestradores estavam em busca de crianças no município. Jaguaribara em Foco foi o primeiro veículo a desmentir o assunto com base em informações oficiais da Policia Militar local

Na verdade tudo não passou de boatos espalhados de forma irresponsável nas redes sociais. Os homens tidos erroneamente como sequestrados estavam em Jaguaribara a trabalho. Eles vendiam porta a porta produtos naturais tanto na sede quanto na zona rural do município.

Segundo uma fonte que entrou em contato com a página no Facebook, os mesmos são naturais do município de Russas, que fica a 112km do município de Jaguaribara.

O caso chama a atenção para a responsabilidade que todos devem ter ao utilizar as redes sociais para disseminar conteúdos livres e sem oficialização.

Segundo Washington Moura, mestre em comunicação, é delicado repassar algum tipo de material sem ter a certeza se aquilo é verdadeiro ou falso. “Acaba sendo um comportamento irresponsável repassar um material sem ter a certeza que aquilo é ou não verdadeiro. Um boato, uma ‘brincadeira’, pode causar grandes danos para a vida da pessoa ou pessoas envolvidas. Com a era digital, os casos se tornaram mais frequentes. A sugestão é que quem recebe algum conteúdo acusando alguém, apague o material, ou seja, não repasse, pois isso pode ser um problema irreparável”, disse ele ao G1.

Jaguaribara em Foco ressalta a importância de averiguar boatos que rolam nas redes sociais, pois muitos deles não apresentam veracidade e podem comprometer pessoas inocentes. Antes de qualquer coisa, disque 190 para oficializar tais acontecimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário