sábado, 21 de outubro de 2017

Estudante é baleada no rosto dentro do campus da Unilab em Acarape

Foto da
internet
Uma tentativa de homicídio foi registrada no bloco 2 da Unidade Acadêmica dos Palmares da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), na noite desta sexta-feira, 20, em Acarape, a 61,8km da Capital. Uma estudante do curso de
Letras - Língua Portuguesa foi atingida com dois tiros disparados por outro aluno do mesmo curso, que seria ex-namorado dela. A Polícia Militar informou que equipes foram deslocadas ao local, mas não repassou detalhes da ocorrência.
O crime ocorreu dentro das dependências da universidade, depois que o suspeito armado entrou no campus efetuando disparos, conforme O POVO Online apurou. Em seguida, o suspeito teria se aproximado da vítima - atingida com dois tiros, um na testa e outro na lateral do pescoço.
Segundo o diretor de Planejamento e de Organização do Centro Acadêmico de Humanidades, Erineudo Luís de Lima, 40, foram ouvidos pelo menos quatro disparos no local. "Eu vinha chegando quando ocorreu o tiroteio, no campus que fica na entrada da CE-060. As aulas começam a partir das 18h30min, quando os alunos começam a entrar em sala. Na hora, o campus estava lotado, estava no horário de pico, com algumas salas no (horário de) intervalo", informou ao O POVO Online.

Por causa do ambiente fechado, Erineudo diz que o barulho parecia com o de uma "bomba estourando"."Foi aquela correria, gritaria total. A jovem atingida foi socorrida imediatamente", afirma.
A vítima foi encaminhada consciente ao Hospital Municipal de Acarape Doutorzão, no Conjunto São Francisco. Depois, ela foi transferida para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza. O suspeito de atirar contra a jovem fugiu e posteriormente teria cometido suicídio.
O representante do movimento estudantil, Erineudo Luiz, acompanhou o socorro da jovem; ele contou que estudantes informaram que o atirador dizia ser namorado da vítima. "O médico já encaminhou ela ao IJF (Instituto Doutor José Frota). Tem um 'batalhão' de viaturas aqui. Ele (suspeito) dizia que era namorado dela, sendo que ela já tem namorado. Era algo como psicopata, que construiu psicologicamente que era o namorado dela’’, apontou ele.
O POVO Online procurou a assessoria de imprensa da Unilab, que enviou nota sobre o caso às 23h40min. A universidade informou que o atirador era ex-namorado da vítima, que tinha contra ele medida protetiva da Lei Maria da Penha por causa de assédios. A Unilab lamentou a tragédia.
Confira a nota, na íntegra:
"Na noite desta sexta-feira (20), uma estudante do curso de Letras – Língua Portuguesa foi atingida com um tiro na testa e outro na lateral do pescoço, no bloco 2 da Unidade Acadêmica dos Palmares, no município de Acarape/CE. O criminoso, também estudante do mesmo curso, é ex-namorado da vítima e a estava assediando há algum tempo, o que resultou numa medida protetiva da Lei Maria da Penha. A estudante foi levada ainda consciente para o Hospital Municipal de Acarape, de onde foi transferida para o Instituto José Frota (IJF), na capital cearense. Segundo a equipe do hospital, ela foi sedada e o quadro está aparentemente estável. Gestores, servidores e estudantes da Unilab estão acompanhando o caso de perto. A Unilab lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com familiares, amigos e colegas dos envolvidos". 
Redação O POVO Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário