terça-feira, 3 de outubro de 2017

Jovem tenta cometer suicídio sobre Ponte JK na BR 304 em Aracati

Na tarde desta terça-feira (03/10) sobre a Ponte Juscelino Kubitschek na BR 304 em Aracati, um rapaz, com uma arma apontada para a própria cabeça e próximo a grade de proteção tentou tirar a própria vida. O Aracati em Foco prefere não divulgar sua identificação, pois, visivelmente transtornado e ameaçando cometer tal ato, a situação é muito delicada e entendemos não incorrer em risco de piorar o comportamento daqueles que tentam tirar a própria vida, conforme constatado por fotos e
vídeos compartilhados pelas redes sociais.

O fato chamou a atenção de quem transitava sobre a Ponte JK (entre Aracati/sede e Bairro Pedregal). Bombeiros e Políciais Militares interditaram a ponte antiga, o que causou quilômetros de engarrafamento no sentido Aracati a Fortaleza, porém se fez necessário para que as autoridades de segurança e socorristas pudessem manter o controle da situação.

O rapaz é aracatiense e trabalha como representante comercial e ontem (02/10) o mesmo esteve viajando a trabalho no município de Independência CE.

Pelas redes sociais, amigos do rapaz enviaram mensagens de fé, perseverança e solidariedade em relação a qualquer que tenha sido a motivação para o ato que poderia ter acabado de forma trágica. Nesse momento se faz necessário a solidariedade humana, cristã, e não o nosso julgamento sobre aquilo que desconhecemos sobre, como encarar as dificuldades

Final Feliz

Ao ser resgatado após diálogo, o cidadão foi submetido a cuidados médicos e, ao ser apresentado a autoridade policial, a delegada entendeu com sabedoria que o jovem não deveria ser enquadrado por parte de arma de fogo, já que o mesmo se encontrava transtornado por alguma situação que impôs sua própria vida em risco

Parabenizar a Delegada de Polícia de Aracati que decidiu não realizar o flagrante de um possível crime de porte de arma de um jovem que tentou suicídio nesta tarde em Aracati. A Delegada seguindo a argumentação e fundamentação do advogado Dr Augusto Neto, que de forma voluntária se fez presente na Delegacia, não realizou o flagrante do mesmo, por entender que o requisito da culpabilidade estaria prejudicado. Parabéns a essa atitude, acima de tudo de humanidade.

2 comentários:

  1. Prezado senhor,

    Apenas para fins de esclarecimento quanto ao ocorrido em termos procedimentais, e ressalvando minha autonomia funcional, gostaria de expôr que, em verdade, quando da apresentação da ocorrência pela Polícia Militar, e antes de que aparecesse na Delegacia advogado da parte, decidiu esta signatária pela não autuação em flagrante.
    Desta forma, diferentemente do que se colocou na nota acima, não "seguiu argumentação e fundamentação do advogado Dr Augusto Neto", mas, valendo-se do conhecimento adquirido nos bancos de faculdade e do período de árduo estudo para concursos públicos, valeu-se de argumentação e fundamentação própria.

    É o que precisa ser dito, com base na verdade dos fatos.

    Ana Maria de Araújo Padilha
    Delegada Regional de Aracati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada digna Delegada de Polícia,

      Agradeço pelo contato esclarecedor e irei reproduzir vossa nota. Vale salientar, e deve ter chegado ao vosso conhecimento, sobre a veiculação de um vídeo da autoria e responsabilidade do advogado Augusto Neto sobre o conteúdo da informação ao final da matéria do Aracati em Foco, que apenas utilizou da informação da fonte através do audiovisual publicado pelas redes sociais.

      Grato pelo contato
      Sandro Barreto Guimarães
      Jornalista MTE/CE n° 3040

      Excluir