domingo, 25 de março de 2018

Quando a Mãe Natureza anuncia um encontro com Deus!

Um dia Carlos Drummond de Andrade escreveu que "A vida necessita de pausas." Existe algum vivente que não considere esta frase correta?
Nunca se fez tão necessário nesses dias cheios de emoções mexidas,
sonhos desfeitos e esperanças amedrontadas do que as pausas necessárias para que tenhamos a mais linda de todas as viagens, aquela que fazemos para o "interior do nosso interior."

Existe um Rio em nossas vidas, o velho Rio das Onças, o nosso Jaguaribe ele navega manso em direção do mar de nossas histórias, e quantas histórias por essas águas passaram até virar mar.

Quantas vezes enraivecido e furioso ele rompeu o seu leito e invadiu ruas e vielas da cidade histórica? Quantas vezes ele ceifou vidas? Mas em  quantas outras não fora ele, o mesmo rio, que emprestara suas margens e suas águas para a produção de nossos viventes da Terra dos Bons Ventos.

É visível o quanto a sua margem direita vai ganhando espaços agradáveis para que as famílias aracatienses ali possam desfrutar as citadas pausas da vida.

Porto Cabeção Bar, Restaurante do Mestre Eudes, Restaurante da Célia, agora o Restaurante Areial resolveu inovar, trouxe para as águas mansas e tranquilas do Rio Jaguaribe o que já ficara célebre na famosa Praia do Jacaré, às margens do Rio Paraíba, onde se tornou comum ouvir-se o Bolero de Ravel.

Em nosso Jaguaribe, sempre aos Sábados, temos um magnífico PÔR DO SOL, ali também temos o nosso genuíno saxofonista "Jurady do Sax"  é o espetacular músico, também saxofonista Sandro Guimarães que contagiado pela natureza magnífica se deixa encantar e nos encanta com um som simplesmente carregado de encanto e magia.

As canções da Música Popular Brasileira, os famosos clássicos, as canções regionais regem o momento e os ouvidos sensíveis são tocados pelos acordes, enquanto os olhos navegam em uma paisagem que não se diz em palavras.

Ali o Restaurante atende com um cardápio para todos os gostos e paladares, um atendimento carregado de delicadeza e zelo e o mais importante, muitos amigos, amigos que os dias corridos da semana impediram os encontros, e, que ali naquele espaço aprazível vão para destilar as emoções, quer seja na bela música, na linda paisagem ou em diversas bebidas, as quais, abençoadas por um DEUS chamado AMOR, o Criador de tudo e de todos que se fazem presentes torna-se cálice sagrado de bênção, paz e harmonia.

Sintam-se convidados, sejamos capazes de sair de nós para entrarmos ainda mais forte dentro de cada um. É certo, que após essa viagem por ocasião do retorno não mais seremos os mesmos, teremos através da SINCRONICIDADE com a Mãe Terra renascido mais belo e mais feliz.

*Compilado do site www.webradiodobem através de seu editor García Sena

Nenhum comentário:

Postar um comentário